Três doces de Viana do Castelo podem ser eleitos as 7 Maravilhas da doçaria

O Arroz Doce de Perre, o Sidónio e a Torta de Viana, doçaria do concelho de Viana do Castelo, estão entre os 140 candidatos às 7 Maravilhas Doces de Portugal.

O arroz doce é uma sobremesa muito comum nas mesas portuguesas e é também um doce típico da freguesia de Perre, em Viana do Castelo, tendo feito sucesso nos vários eventos que promovem esta iguaria. O número de apoio ao Arroz Doce de Perre é o 760 107 001.

O doce Sidónio foi criado em homenagem a Sidónio Pais, morto em 1918. É um bolo, típico de Viana do Castelo, em forma de caixão, feitos de amêndoa, açúcar e ovos. O número de apoio é o 760 107 006.

Já a Torta de Viana é considerado um dos doces mais típicos da capital do Alto Minho, apesar de contar com uma receita muito simples. Os ingredientes principais são os ovos, o açúcar, a farinha, o sal fino e a marmelada. O número de apoio a este doce é o 760 107 007.

No Alto Minho, estão também para votação outros seis doces: os Charutos dos Arcos, o Bolo de Mel das Terras da Nóbrega de Ponte da Barca, o Leite-Creme de Ponte de Lima e as Roscas de Monção.

A lista completa dos 140 doces (sete por distrito e regiões autónomas) votados por um painel de especialistas na segunda fase, entram agora na terceira fase aberta à votação do público. 

Os doces que passam à fase seguinte serão divulgados em 20 programas de daytime, a emitir em direto pela RTP, entre 2 de julho e 16 de agosto.

Os doces eleitos pelo distrito de Viana do Castelo participam no primeiro programa, marcado para esta terça-feira.