Altominho.tv

Ampliação de rede de saneamento básico vai servir 552 habitantes de Caminha

A empresa Águas do Alto Minho (AdAM) e a Câmara de Caminha vão expandir a rede de saneamento básico em mais cinco freguesias daquele concelho para servir 552 habitantes, num investimento de 639.849 euros, foi divulgado.

Em comunicado hoje enviado às redações, a empresa que gere as redes de abastecimento de água em baixa e de saneamento básico de sete dos 10 municípios do distrito de Viana do Castelo explicou que a empreitada prevê a ampliação de “4,1 quilómetros de redes de drenagem de águas residuais e quatro estações elevatórias”.

A intervenção irá “servir cerca de 552 habitantes de cinco freguesias do concelho de Caminha, beneficiando também a saúde pública e o ambiente”.

A empreitada de expansão da rede de drenagem de águas residuais, no município de Caminha, foi adjudicada na quarta-feira.

“A execução deste projeto garante a expansão da rede de águas residuais nas freguesias de Seixas, Vilarelho, Venade, Vile e Vila Praia de Âncora, através da construção de 4,1 quilómetros de redes de drenagem de águas residuais e quatro estações elevatórias, servindo 158 alojamentos”.

O valor da empreitada é de 639.849,86 euros e o prazo de execução é de 210 dias.
A obra é financiada por uma candidatura ao Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, que visa a construção de infraestruturas de saneamento de águas residuais nos municípios de Arcos de Valdevez, Caminha, Paredes de Coura, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira.

“Com a execução desta empreitada em Caminha garante-se o devido encaminhamento das águas residuais para tratamento antes de serem devolvidas ao meio hídrico, proporcionando-se assim uma melhoria da qualidade de vida das populações, mais saúde pública e a preservação do meio ambiente”, sustenta a AdAM.

A AdAM iniciou a atividade operacional em janeiro de 2020 e gere as redes de abastecimento de água em baixa e de saneamento nos municípios de Arcos de Valdevez (PSD), Caminha (PS), Paredes de Coura (PS), Ponte de Lima (CDS-PP), Valença (PS), Viana do Castelo (PS) e Vila Nova de Cerveira (PS).

Três concelhos do distrito – Ponte da Barca (PSD), Monção (PSD) e Melgaço (PS) – reprovaram a constituição daquela parceria.

A AdAM, com sede em Viana do Castelo, “fornece mais de nove milhões de metros cúbicos de água potável, por ano, recolhe e trata mais de seis milhões de metros cúbicos de água residual, por ano, a cerca de 70 mil clientes”.