Altominho.tv
AMN

Lancha com 119 bidões de combustível encontrada em Viana do Castelo

Uma lancha rápida, com 119 bidões de combustível, foi encontrada esta sexta-feira na margem sul do rio Lima, na freguesia de Deão, em Viana do Castelo, presumivelmente associada ao narcotráfico, disse à agência Lusa o capitão do porto local.

“Tudo indica que a embarcação veio por terra e estava a ser colocada na água. A embarcação é tipicamente para a atividade de narcotráfico, muito provavelmente seria utilizada para transporte de droga”, afirmou o capitão-de-fragata Silva Lampreia.

Trata-se de uma lancha de alta velocidade, com 14 metros de cumprimento, equipada com três motores de 200 cavalos de potência.

A embarcação foi encontrada pela Polícia Marítima (PM), cerca das 08h00, durante uma ação de fiscalização no rio Lima, tendo sido acionada a Polícia de Investigação do Comando Geral da PM e um grupo forense para recolha de prova.

“É a primeira vez que é encontrada uma embarcação do género no rio Lima, sendo uma preocupação constante da PM que se veio agora a materializar nesta situação”, afirmou o capitão do porto da capital do Alto Minho.

Segundo Silva Lampreia, a lancha de alta velocidade foi encontrada abandonada “junto a um talude situado na margem do rio, com a poupa metida no rio e com os 119 bidões com 2.300 litros de combustível espalhados por todo o lado”.

“Tudo indicia que a embarcação estava a ser colocada na água quando alguma coisa correu mal. Deve ter caído e deve ter um rombo no fundo. Estão a ser implementadas medidas de proteção para impedir que o combustível que está a libertar polua as águas do rio”, explicou.

A embarcação foi apreendida e vai ser removida, por via terrestre.