Altominho.tv

Investimento de 10 ME cria 150 empregos em nova zona comercial de Viana do Castelo

O investimento de 10 milhões de euros de um promotor local numa nova zona comercial em Darque vai criar cerca de 150 novos postos de trabalho, disse hoje o vereador do Desenvolvimento Económico da Câmara de Viana do Castelo.

Em declarações à agência Lusa, Luís Nobre estimou que “o investimento da 3DLB-Sociedade Imobiliária, cujo projeto de loteamento foi aprovado na segunda-feira, deverá iniciar-se no terreno no segundo semestre de 2021”.

“Os promotores estão a estimar, entre a aquisição do terreno e a construção um investimento de 10 milhões de euros, com infraestruturas e edificação. Em termos de postos de trabalho estão a prever a 150, com a ocupação plena das várias edificações”, explicou o vereador.

O responsável frisou que “os promotores têm urgência” no início de construção do empreendimento.

“Querem avançar o quanto antes. Este ano de certeza. A obra física arrancará no segundo semestre de 2021”, adiantou.

Luís Nobre adiantou que o projeto “visa introduzir no terreno, com uma área de 31.281.81 metros quadrados, nove lotes, sendo oito destinados a comércio e um destinado a um equipamento de utilização coletiva, prevendo-se a construção de um hotel”.

“O promotor está a trabalhar numa insígnia do ramo da hotelaria, mas ainda não avançaram nomes. Em termos de comércio estão a trabalhar também numa insígnia na área de artigos desportivos, que também não quiseram avançar”, especificou.

O loteamento aprovado pela autarquia para a margem esquerda do rio Lima, e a que a Lusa teve hoje acesso, prevê “áreas destinadas a lotes industriais e comerciais, polígonos de ocupação possível com edificação, espaços para infraestruturas de arruamentos, estacionamento publico e passeios, espaços verdes de utilização coletiva, faixas arbóreas de proteção ambiental e paisagística e espaços destinados a implantação de um equipamento de utilização coletiva (em princípio será um hotel)”.

O loteamento aprovado pela autarquia está integrado na zona de atividades económicas de Darque.

“Parte dela está já ocupado. Com este empreendimento é o fecho do parque empresarial de Darque”, referiu, sublinhando tratar-se de “um sinal do trilho e do caminho que o município está a seguir, criando as melhores condições para a instalação de atividade económica”.

Luís Nobre apontou a aprovação, em fevereiro, da construção de uma nova zona industrial para Alvarães, com uma área de 202.446.70 metros quadrados, a iniciar-se este ano, num investimento de mais de nove milhões de euros, de “iniciativa do município”.

“Felizmente os privados percebem que há condições e atratividade suficientes para avançarem também com os seus investimentos. É a demonstração que estamos no caminho certo, que as condições de incentivo que o município tem criado e, que este empreendimento também vai beneficiar, é a estratégia certa”, adiantou.

Para o vereador do Desenvolvimento Económico, o investimento em causa reveste de “importância acrescida” por se tratar de investimento local.

“Nós temos a preocupação de receber bem, mas de cuidar de quem está cá e de quem acredita no território. Os privados locais ao avançarem para um investimento desta dimensão é a demonstração clara que acreditam, de facto, no território”, sublinhou.