Altominho.tv

Viana do Castelo vai criar uma nova zona industrial

A Câmara Municipal de Viana do Castelo vai criar a Zona Industrial de Alvarães Norte, que segundo a autarquia, “visa promover condições de ocupação de um espaço localizado num contexto territorial de excelência e estratégico”.

A Câmara de Viana referiu ainda em nota enviada hoje que “estão praticamente esgotadas as atuais áreas de localização empresarial, graças à política de fixação de novas atividades industriais e projetos de ampliação de empresas em Viana do Castelo”.

Para a concretização desta nova zona industrial o Município vai adquirir 38 parcelas de terreno, que representam uma área total de 20,7 hectares.

Esta nova zona industrial “destina-se a acolher novos empreendimentos empresariais de algumas empresas vianenses que já manifestaram intenção de aproveitar novos financiamentos comunitários para a economia e competitividade bem como para criar novos projetos de âmbito nacional e internacional, tendo já contactado a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal – AICEP e o Município de Viana do Castelo nesse sentido”.

A nova zona industrial pretende disponibilizar um novo espaço para fixação de empresas e negócios, potenciando a superior localização deste local, com ligação aos principais eixos viários (A27/28, EN13, novo acesso ao Porto Mar e futura Via de Acesso ao Vale do Neiva) e proximidade às infraestruturas marítimas (Porto de Mar) e ferroviárias (interface de Darque).

A área de intervenção da Zona Industrial de Alvarães Norte, de 24,5 hectares conta com uma área de parcelas/lotes de 142.736,00 metros quadrados, num total de 9 lotes, com área de construção de 80.000,00 m 2.

A Zona Industrial de Alvarães Norte contará com 162 lugares de estacionamento para pesados e 753 lugares de estacionamento de viaturas ligeiras. Vai ainda incluir, segundo a autarquia, 1,4 quilómetros de arruamentos e 2,8 quilómetros de passeios, bem como 23.945,00 metros quadrados de área de espaços verdes e 8.966,00 metros quadrados de área de equipamentos.

Para tal, será necessária a construção de uma nova estrutura viária (arruamentos), estacionamentos pesados e ligeiros, percursos pedonais, espaços verdes e de equipamentos, com todas as infraestruturas, com destaque para a instalação de gás natural e fibra ótica, disse ainda a Câmara de Viana.