Altominho.tv
PEXELS

CIM do Alto Minho apela à participação de escolas em concurso sobre a região

O presidente do conselho intermunicipal da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho apelou esta terça-feira à participação de mais estabelecimentos de ensino e alunos no concurso escolar sobre a região que promove desde 2017, e a um maior envolvimento das autarquias.

Vítor Paulo Pereira, que é também presidente da Câmara de Paredes de Coura, que falava em conferência de imprensa realizada em formato online, disse que o concurso escolar “Alto Minho School4All”, com tema “Alto Minho 2030 – Que futuro?”, “é um laboratório para estimular a criatividade dos alunos”.

“É um concurso que leva a cultura às escolas. É uma oportunidade singular que os alunos têm para conhecerem o território onde habitam, através de dinâmicas artísticas e que deve ser incentivada, com maior envolvimento de todos, comunidade educativa e autarquias”, afirmou o autarca.

Vítor Paulo Pereira destacou que o concurso escolar, cuja quarta edição foi apresentada esta terça-feira, depende “muito do empenho e da paixão dos professores” para a mobilização de “cada mais vez mais turmas e alunos”.

A iniciativa é dirigida aos mais de 22 mil alunos dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos e do ensino secundário, bem como das escolas profissionais do Alto Minho, englobando três categorias: ilustração (pintura ou desenho), criação literária e vídeo. Tem como objetivo “promover o espírito criativo e inovador no território do Alto Minho”.

De acordo com dados avançados à Lusa pela CIM do Alto Minho, que agrega os 10 concelhos do distrito de Viana do Castelo, nas três edições até agora realizadas “participaram um total de 40 estabelecimentos de ensino, públicos ou privados”. No total foram apresentados “105 trabalhos de turmas de diferentes níveis de ensino, quer do regular, quer do ensino profissional”.

No primeiro ano do concurso, 2017/2018, participaram 22 escolas e concorreram 46 trabalhos. No ano letivo 2018/2019, o número de escolas caiu para as 11 e de trabalhos para os 32. Na última edição, cujos vencedores foram divulgados esta terça-feira na sessão online, participaram seis escolas, com 26 trabalhos.

“A terceira edição do concurso, relativo ano letivo 2019/2020, decorreu em período de confinamento, o que tornou ainda mais meritório o trabalho e participação de todos os alunos e professores que, apesar de todos os constrangimentos, participaram e submeteram os seus trabalhos”, sublinhou a CIM do Alto Minho.

O prazo para a entrega dos trabalhos concorrentes à quarta edição, com o tema “Alto Minho 2030-Que Futuro?”, termina a 24 março de 2021.

O concurso integra o projeto “+REDE” – Coordenação, Dinamização, Acompanhamento e Monitorização Transversal”, do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar – PIICIE “Alto Minho – School4All” e é cofinanciado pelo Norte 2020.