Altominho.tv

Ferryboat internacional retoma hoje ligação entre Caminha e a Galiza

O ‘ferryboat’ internacional que liga a vila de Caminha, no Alto Minho, a La Guardia, na Galiza, volta hoje a navegar, após uma paragem de um mês e meio por avaria de um dos motores.

Contactado pela agência Lusa, o presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, explicou que “o serviço mecânico contratado teve um custo aproximado de 30 mil euros”.

“O motor foi retirado por uma oficina especializada, foi reparado, testado e recolocado”, especificou.

O autarca socialista adiantou que a embarcação volta a cruzar o rio Minho a partir das 14:00 de hoje, sendo que a avaria de “um dos dois motores” da embarcação ocorreu a 24 de janeiro.

No verão de 2019, uma avaria interrompeu os percursos diários entre as duas margens do rio internacional.

Em abril do mesmo ano, o Santa Rita de Cássia retomou as ligações fluviais regulares, depois de um mês de paragem para manutenção e renovação do certificado de navegabilidade pela Direção-geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos.

O ‘ferryboat’ Santa Rita de Cássia começou a cruzar o rio Minho em 1995.

Caminha é único concelho do vale do Minho que depende do transporte fluvial para garantir a ligação regular à Galiza. Vila Nova de Cerveira, Valença, Monção e Melgaço dispõem de pontes internacionais.