Altominho.tv

Miguel Alves recandidata-se à federação distrital do PS

O atual presidente da federação distrital do PS de Viana do Castelo, Miguel Alves, anunciou, esta quinta-feira, a recandidatura ao cargo nas eleições para aquele órgão partidário, marcadas para 13 de março.

O socialista que concorre a um terceiro mandato, com o lema “Mais PS, Melhor Alto Minho”, é o primeiro candidato a apresentar-se publicamente, no sábado, às 16h00, na sede da federação socialista, em Viana do Castelo.

O prazo para apresentação de candidaturas termina dia 27 de fevereiro.

Miguel Alves, de 44 anos, presidente da Câmara de Caminha e do Conselho Regional do Norte, afirmou à Lusa que “os próximos dois anos vão ser marcados por um foco principal, um objetivo que se sobrepõe a todos os outros: o reforço do Partido Socialista nas eleições autárquicas de 2021”.

“Um reforço com mais câmaras municipais, mais juntas de freguesia e mais autarcas eleitos”, defendeu.

Para o socialista, as “três linhas de ação” do partido nas próximas autárquicas passam por “incrementar a força do PS nos municípios onde já é poder, por ganhar as câmaras onde ainda não é poder e por mobilizar toda a militância distrital para uma enorme vitória em Viana do Castelo, num contexto particularmente desafiante”.

“Viana do Castelo é a única capital de distrito do país em que há uma mudança de protagonistas autárquicos em virtude da lei da limitação de mandatos. Nessa perspetiva, sabemos que o PSD encontra na capital do Alto Minho uma oportunidade para se afirmar e a prova disso é o facto de terem realizado aí o seu Congresso Nacional”, apontou.

Segundo o atual presidente da federação socialista, eleito para o primeiro mandato em 2016, o partido tem de contrariar “o sonho do PSD de querer ganhar Viana”.

“O PS apresenta as armas do excelente trabalho realizado pelo atual presidente, José Maria Costa, e pela sua equipa autárquica e a força renovadora dos novos protagonistas que, partindo das equipas municipais e das equipas em cada Junta de Freguesia, estão mais do que preparados para dar uma grande vitória ao PS no coração do Alto Minho”, acrescentou.

Para Miguel Alves, “a derrota do PSD nas próximas eleições autárquicas vai começar com a grande vitória do PS em Viana do Castelo”.

Em 2016, Miguel Alves venceu as eleições para o órgão máximo do partido na região com 421 votos, contra os 158 do outro candidato que entrou na corrida, José Emílio Viana.

Em 2018, o autarca voltou a derrotar José Emílio Viana, sendo reeleito com 374 votos, contra os 171 do adversário. Foi a segunda vez que Miguel Alves e José Emílio Viana, mediram forças na corrida eleitoral para a liderança da federação socialista.

Miguel Alves, antigo “braço direito” de António Costa, quando o atual primeiro-ministro era presidente da Câmara de Lisboa, venceu o seu primeiro mandato autárquico em 2013, recuperando a Câmara de Caminha para o partido que a tinha perdido, em 2001, para o PSD.