Altominho.tv

Apreendida lampreia-marinha avaliada em 690 euros em Viana do Castelo e Esposende

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da Guarda Nacional República (GNR)de Matosinhos apreendeu, em Viana do Castelo e Esposende, 23 lampreias-marinhas, avaliadas em cerca de 690 euros e duas embarcações de recreio.

Em comunicado, a GNR indicou que durante aquela operação, realizada esta quinta-feira e na quarta-feira nos rios Lima no concelho de Viana do Castelo, e Cávado no concelho de Esposende, distrito de Braga, foram “identificados sete homens, entre os 30 e 65 anos, que se encontravam a exercer pesca da lampreia-marinha a bordo de embarcações de recreio, com recurso à arte de pesca denominada bicheiro, sem que fossem possuidores de licença de pesca profissional”.

Aquela força policial esclarece que “a captura e retenção da lampreia-marinha é proibida na pesca lúdica, sendo apenas autorizada na pesca profissional”.

Além das duas embarcações, foram ainda apreendidas “três redes de tresmalho e dois auxiliares de pesca denominados “bicheiros”.

No decurso da operação “foram elaborados os respetivos autos de contraordenação, sendo que o valor das coimas podem atingir o valor de 50 mil euros”.

O pescado apreendido, por se encontrar em condições para consumo humano, foi entregue na lota de Viana do Castelo para ser submetido ao regime de primeira venda, mediante leilão.

A lampreia-marinha “começa a sua migração reprodutora nas principais bacias portuguesas no final de dezembro, início janeiro, com um pico em fevereiro/março, prolongando-se até maio/junho”.

“Dada a importância comercial e gastronómica desta espécie em Portugal, a sua procura fomenta a captura e a utilização de meios ilegais, sendo estes fatores responsáveis pela diminuição de efetivos populacionais”.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.