Altominho.tv

Orçamento de Vila Nova de Cerveira para 2020 com 16,4ME

O município de Vila Nova de Cerveira aprovou o orçamento para 2020, de 16,4 milhões de euros, mais 700 mil face ao corrente ano, tendo a oposição explicado hoje que se absteve por discordar do recurso à banca.

Segundo a Câmara de Vila Nova de Cerveira, o Orçamento “encara o ano de 2020 com um reforço de cerca de 700 mil euros em relação ao ano em curso”, face a “uma situação financeira estável e sustentável”.

As Grandes Opções do Plano para 2020, aprovadas na quinta-feira pela maioria do movimento independente Pensar Cerveira-Pence (4), “privilegiam as necessidades básicas” da população, destacando-se o “reforço da rede de água em baixa às freguesias do interior” do concelho.

Os dois vereadores do PS na autarquia abstiveram-se por não concordarem com os empréstimos bancários previstos no documento, resultantes da “privatização das águas do concelho”.

Em causa está a criação da Águas do Alto Minho, empresa de gestão das redes de água em baixa e do saneamento, detida em 51% pela Águas de Portugal (AdP) e em 49% por sete dos dez municípios do distrito de Viana do Castelo que compõem a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho.

Contactado pela agência Lusa, o vereador do PS, Nuno Silva, explicou hoje que “o município vai recorrer a empréstimos bancários para garantir a parte que cabe aos municípios nas candidaturas que a Águas do Alto Minho está a fazer aos fundos do Portugal 2020”.

“A Câmara de Vila Nova de Cerveira não tem autonomia financeira suficiente para assumir o valor que cabe aos municípios e vai contrair empréstimos bancários. Nós defendemos que deve ser a empresa a garantir esses valores porque é ela que vai receber as receitas, na totalidade, pela entrega da água aos consumidores”, explicou Nuno Silva.

Já o presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, citado numa nota enviada à imprensa, refere “a persistência no equilíbrio financeiro” do município, assegurando que, “à consolidação e ao reforço dos objetivos municipais apresentados para 2020, também se pode acrescentar uma dose substancial de ambição”.

“Fruto de um trabalho firme e constante, conseguimos manter a política de baixa fiscalidade aplicada aos nossos munícipes há alguns anos, vimos aprovadas importantes candidaturas a fundos europeus que nos vão permitir resolver alguns problemas estruturais existentes, com especial incidência na rede de abastecimento de água”, frisou.

Fernando Nogueira destacou ainda “o aumento de cerca de 14% de investimento, em 2020, na área da educação”, acrescentando que, “entre 2017 e o próximo ano, os orçamentos de Vila Nova de Cerveira têm vindo a crescer na ordem dos 30%”.

O Orçamento para 2020 de Vila Nova de Cerveira vai ser remetido para apreciação e votação pela assembleia municipal, em sessão ordinária, marcada para 13 de dezembro.