Viana do Castelo lamenta morte de Nuno Lima de Carvalho

A Câmara Municipal de Viana do Castelo lamentou hoje a morte de Nuno Lima de Carvalho, Cidadão de Mérito da capital do Alto Minho, considerando tratar-se de “uma das figuras proeminentes” do concelho de onde era natural.

“Nuno Lima de Carvalho, Cidadão de Mérito de Viana do Castelo, foi um dos embaixadores da cultura da região e do país, pelo que o executivo municipal lamenta a perda deste ilustre cidadão”, acrescenta o comunicado hoje enviado à imprensa.

Nuno Lima de Carvalho nasceu em 15 de junho de 1932 em Vila Franca do Lima, freguesia da margem esquerda do rio Lima, em Viana do Castelo.

O diretor da Galeria de Arte do Casino Estoril, Nuno Lima de Carvalho, morreu na quinta-feira aos 86 anos, disse à Lusa o Gabinete de Imprensa da sociedade Estoril-Sol.

Impulsionador da Galeria de Arte do Casino Estoril, que dirigia desde 1975, membro do júri do Prémio Vasco Graça Moura – Cidadania Cultural e dos prémios literários Fernando Namora e Agustina Bessa-Luís – Revelação, instituídos pela Estoril Sol, Nuno Lima de Carvalho foi o responsável dos Salões de Outono e dos Salões Internacionais de Pintura Naïf desta entidade.

Foi um dos promotores da criação do Museu de Arte Primitiva Moderna de Guimarães e dinamizador da representação portuguesa no Museu Internacional de Pintura Naïf de Jaen, em Espanha.

Licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa e em Filosofia e Letras pela Universidade de Salamanca, desempenhou funções de direção na União de Grémios dos Espectáculos (1956-71) e na Estoril-Sol, onde entrou em 1971, tendo desenvolvido “uma importante ação nas áreas da animação cultural, artística e de lazer”, e transformado a galeria de arte “numa rampa de lançamento para jovens artistas”, recorda a sociedade gestora do Casino.
Lima de Carvalho “promoveu a criação do Prémio Literário Fernando Namora”, foi editorialista do jornal A Voz, colaborador da imprensa regional e privou com escritores como os brasileiros João Ubaldo Ribeiro, Jorge Amado e Zelia Gattai, que também recordou no livro “Duas Vidas.

Muitas Vidas”, memórias de seis décadas de trabalho nas áreas das artes e dos espetáculos, em particular, que publicou em 2016.

Entre outras distinções, Nuno Lima de Carvalho recebeu o Grau de Oficial da Ordem Infante D. Henrique, a comenda da Ordem de Mérito Civil de Espanha e a Ordem de Mérito Pêro Vaz de Caminha, do Brasil. Era cidadão de mérito de Cascais e de Viana do Castelo, e designado cidadão de Salvador da Bahia, no Brasil.

De acordo com a Estoril Sol, o velório tem lugar hoje, a partir das 19:00, na Igreja de Caselas, em Lisboa, onde será celebrada missa de corpo presente, no sábado, a partir das 12:30, antes de seguir para o crematório de Cascais, às 14:00.

Fonte: Lusa

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com