Altominho.tv

Portugal vai eleger em 2019 as 7 Maravilhas da doçaria

As 7 Maravilhas estão de regresso e, em 2019, o tema são os doces. As candidaturas já estão a decorrer e, pela primeira vez, é possível incluir sete candidatos numa só proposta.

Depois de eleitas as 7 Maravilhas à Mesa em 2018, que privilegiaram a gastronomia, vinhos, azeites e roteiros, da qual a mesa do Cordeiro à Moda de Monção foi uma das vencedoras, chegou a vez de colocar em votação as “7 Maravilhas Doces de Portugal”. O anúncio foi feito pela organização do evento, que esta terça-feira apresentou a nova edição na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa.

“Neste projeto olhamos para a doçaria portuguesa com uma perspetiva inovadora. Por um lado, a criação de novos doces, que exploram produtos endógenos e de época. Por outro lado valorizamos a formação e a especialização em novas profissões associadas à doçaria e pastelaria portuguesa e que nos faz estar aqui, numa Escola de Hotelaria”, explicou o presidente das 7 Maravilhas de Portugal, Luís Segadães.

“Claro que os doces que marcam a nossa infância, que são típicos por todo o país em épocas festivas, que são doces identitários de uma localidade ou região vão também fazer parte desta eleição. Um dos pilares das 7 Maravilhas tem sido, desde sempre, dar a conhecer as nossas tradições, contribuindo para a sua preservação. Por muito que o projeto se reinvente, a nossa missão mantém-se”, acrescentou.

Segundo a organização, a grande aposta deste ano é “na inovação à base de produtos endógenos, incentivando ao empreendedorismo local”. “A tradição, a importância económica, social e cultural dos doces são também critérios preponderantes”, adiantam.

Na edição das 7 Maravilhas haverá sete categorias a concurso: Doces de Território, Bolo de Pastelaria, Doce de Colher e Doce à Fatia, Biscoitos e Bolos Secos, Doces Festivos, Doces de Fruta e Mel e Doces de Inovação.

No total, serão seleccionados 140 doces candidatos, que serão votados por cada um dos 18 distritos e duas regiões autónomas. Destes, passar-se-á a 28 pré-finalistas e, depois, a 14 finalistas.

Uma novidade desta edição é a existência de um júri, constituído por sete figuras públicas, que será responsável pela “repescagem” de oito candidatos que se irão juntar aos 20 pré-finalistas.

Os sete doces vencedores serão eleitos na final do evento que está marcada para 7 de setembro, com uma gala que terá transmissão em directo na RTP1. Os apresentadores Catarina Furtado e José Carlos Malato voltam a ser os embaixadores do projeto.

As candidaturas podem ser submetidas, até 7 de março, no site oficial das 7 Maravilhas.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com