CM VIANA DO CASTELO

Viana reforça programa de literacia sobre os oceanos

A Câmara Municipal de Viana do Castelo vai avançar com um protocolo para desenvolvimento do Programa de Literacia sobre os Oceanos: Escola Azul, em parceria com a Direção-Geral de Política do Mar.

Este programa “pretende distinguir as escolas que trabalham o oceano, sendo o objetivo último comprometer vários setores a participar decisivamente na formação de jovens com maior literacia do oceano envolvendo a comunidade escolar, a comunidade local e diferentes atores do setor do mar”.

Em comunicado, a autarquia refere que, “no âmbito do desenvolvimento da Rede Municipal de Ciência, prevê o desenvolvimento de três observatórios que têm por foco a promoção de atividades de investigação, mas também de divulgação científica e de ciência-cidadã sobre as três grandes unidades de paisagem do concelho: o oceano, o rio e a montanha”.

“A unidade dedicada ao estudo e promoção de literacia dos oceanos – Observatório da Biodiversidade do Litoral Norte – terá uma forte vocação para apoio à atividade pedagógica das escolas e pretende-se que constitua um polo de referência para a promoção da diferenciação, e flexibilidade curricular sobre as áreas do saber que se cruzam no oceano vianense”, adiantam.

Este protocolo tem como objetivo “fortalecer as linhas estratégicas apresentadas no âmbito da Agenda de Ciência e do Conhecimento, nomeadamente através do reforço da conectividade com outros territórios aderentes ao mesmo programa, quer ao nível do estado da arte sobre a temática da literacia dos oceanos, quer ao nível do comprometimento entre a comunidade escolar, comunidade local, o município e o governo central”.

O município aprovou também a constituição de um protocolo de cooperação com a Associação Chelonia para desenvolvimento do Programa de Literacia sobre a Conservação das Massas de Água, que “garantirá o alargamento da monitorização dos resíduos às praias interiores (estuarinas e fluviais) e permitirá o desenvolvimento de ações de literacia para as comunidades educativas e munícipes em geral, tendo por base a temática dos resíduos circulantes nas massas de água”.