Altominho.tv

Viana do Castelo injetou 353 milhões de euros na economia nacional em 2017

A secretária de Estado da Indústria disse hoje que a contribuição de Viana do Castelo para a economia nacional, em 2017, foi de 353 milhões de euros e apontou o concelho como “exemplo” de modernização e apoio aos investidores.

“Não é só a questão das exportações, que é já de si fundamental, é a questão da contribuição líquida para o superavit da balança comercial. O saldo comercial do concelho apresenta uma evolução extremamente positiva. O superavit, no ano transato, foi de 353 milhões de euros. Isto é um número muito importante, é uma contribuição líquida para o país extremamente positiva”, referiu Ana Teresa Lehmann.

A governante, que falava durante a inauguração do Espaço Empresa de Viana do Castelo, instalado no Serviço de Atendimento ao Munícipe (SAM), destacou o “percurso de exceção e excelência” do concelho que, realçou, “tornou-se num exemplo de modernização e apoio ao investidor”.

“Tem havido, nos últimos anos, um desenvolvimento que não deixa ninguém indiferente, quer a nível nacional quer a nível internacional. O caso de Viana do Castelo é conhecido além-fronteiras”, sustentou.

Ana Teresa Lehmann acrescentou que o concelho de Viana do Castelo “é um dos mais empreendedores do país, implantado numa das regiões, também, altamente empreendedoras”.

“De acordo com os últimos dados, conta já com cerca de 10 mil empresas e um volume de negócios de cerca 2,5 mil milhões de euros que é um grande contributo para a geração de riqueza do nosso país. Em termos de emprego é também um concelho fortemente empregador, empregando mais de 27.700 pessoas”, reforçou.

Já o presidente da Câmara, José Maria Costa, destacou que o percurso “coerente e consistente” que o concelho tem feito na atração de investimento está a refletir-se em “bons resultados”.

Realçou que “as exportações do concelho atingiram, em 2017, os 831 milhões de euros e que o investimento em curso em novas empresas ou na modernização de outras atinge mais de 136 milhões de euros”.

“Só a título de demonstração posso dizer que, desde julho de 2017 para julho 2018, reduzimos o desemprego no concelho de Viana do Castelo em 37,96%. A região Norte reduziu em 21,5%. Ou seja, estamos à frente dos indicadores regionais”, especificou.

O autarca apontou ainda o aumento do volume de negócios, referindo que “Viana do Castelo representa hoje 2,6% do volume de negócios da região Norte, 50,1% do Alto Minho, sendo que esse volume se distribui em 46% pela indústria e 30% pelo comércio e serviços”.

O Espaço Empresa hoje inaugurado é uma iniciativa desenvolvida pelo IAPMEI (Agência para a Competitividade e Inovação), em parceria com a AMA (Agência para a Modernização Administrativa) e a AICEP (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal).

O Espaço Empresa é um balcão único de atendimento, destinado aos empresários que desejem realizar serviços e/ou obter informações inerentes ao exercício de uma atividade económica e ao ciclo de vida da sua empresa.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!