Altominho.tv

“Nove meses de Inverno e três de Inferno” bem acolhido pelos courenses

“Nove meses de Inverno e três de Inferno”, assinado por João Pedro Marnoto, foi bem recebido pelos muitos courenses que também se identificam com este documentário que retrata o quotidiano das gentes da região de Trás-os-Montes e Douro, num relevante e valioso testemunho do seu património cultural e social.

Projetado ao bom estilo de cinema ambulante e seguido de conversa com o autor, em pleno Largo Visconde Mozelos, o documentário “Nove meses de Inverno e três de Inferno” retrata na primeira pessoa o quotidiano das gentes das paisagens agrestes de Trás-os-Montes e Douro, centrando-se na vivência do autor na região por pouco mais de uma década.

A projeção de “Nove meses de Inverno e três de Inferno” inseriu-se no programa das Festas do Concelho, que decorrem até 12 de agosto. Coincidindo com a época das festas de verão, a divulgação deste documentário, nomeadamente em igrejas, currais, lagares de azeite e outros espaços que se revelem de interesse particular, também é uma forma do autor retribuir às suas gentes e terras e que em boa medida também são cúmplices do trabalho final.

Recorde-se que João Pedro Marnoto já viu distinguido o seu anterior documentário “Fé nos Burros”, que retrata a relação entre estes animais e os humanos, com o Prémio Camacho Costa/Lusofonia, bem como com a Menção Honrosa – Júri da Juventude, no âmbito do CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela.

 

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!