Altominho.tv

Câmara de Caminha renova frota com carros elétricos

A Câmara Municipal de Caminha recebeu hoje os primeiro quatro veículos elétricos que passam a integrar a frota automóvel, contratados no regime de locação operacional.

O investimento total ronda os 123 mil euros. No início de 2023 deverá chegar mais um elétrico, um monovolume de nove lugares, que faz parte deste primeiro conjunto de novos veículos amigos do ambiente, que serão utilizados pelos serviços municipais e apoio à comunidade.

“É determinante assegurar as melhores condições ambientais, facilitando o acesso a postos de carregamento para os nossos munícipes, mas também para quem nos visita. Ao mesmo tempo, tínhamos consciência de que a Câmara Municipal precisava de renovar a sua frota e a opção tinha de ser amiga do ambiente. É a nossa obrigação, temos de fazer a opção com responsabilidade e foi o que, também aqui, aconteceu,”, explica Rui Lages.

“A abertura de candidaturas ao Fundo Ambiental, para veículos elétricos, foi a janela de oportunidade, que aproveitamos. Como sempre estamos atentos às possibilidades que as candidaturas nos oferecem e tivemos sucesso, conseguindo ver aprovadas cinco candidaturas”, continuou o presidente da Câmara.

“Caminha é um concelho que se distingue pelo ambiente de excelência. É um tesouro que temos de preservar e de continuar a defender em toda a linha. Ainda há dias recebemos a notícia de que somos um dos três melhores municípios para viver, a nível nacional, considerando vários critérios, mas sobretudo o ambiental. Falo do estudo realizado pelo INTEC – Instituto de Tecnologia Comportamental. Ficamos muito honrados e assumimos a nossa quota parte, com responsabilidade e respostas adequadas. Os elétricos são uma dessas respostas”, sublinha o autarca.

A iniciativa em causa é o “Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na Administração Pública (PAMEAP)”. Os veículos foram contratados no regime de locação operacional pelo prazo de cinco anos. O Fundo Ambiental financia 50% da despesa (incluindo IVA) com as rendas dos veículos adquiridos, em regime de locação operacional e financeira, durante um período de 48 meses.