Altominho.tv

Rui Lages assume presidência de proximidade ao serviço da população e do concelho de Caminha

O novo Presidente da Câmara Municipal de Caminha, Rui Lages, dirigiu ontem a primeira reunião do Executivo nessa qualidade, assumindo perante a vereação, funcionários, público e media presentes na Biblioteca Municipal, que desenvolverá uma presidência de proximidade, convicto de que essa é a melhor forma de bem servir: “este é um desafio que abraço com muita energia e dedicação, com responsabilidade e elevado dever de serviço público”.

No início da reunião do Executivo foi também empossado um novo Vereador, João Pinto, o quinto elemento da lista do Partido Socialista, vencedora nas últimas eleições autárquicas.

Frisando que a proximidade com a população será “ponto de honra” nas novas funções, Rui Lages defendeu ser o contacto com as pessoas, “a melhor forma de sentir os anseios, as alegrias, as preocupações e os desejos das gentes da minha terra”.

O Presidente da Câmara anunciou a retoma de práticas entretanto abandonadas em virtude da pandemia e que favorecem o propósito que agora assume, desde logo as reuniões de Câmara descentralizadas pelas freguesias do concelho, que garantem por si só uma maior proximidade da Câmara às populações. Estas reuniões deverão ser retomadas no mesmo ponto onde foram interrompidas, ao ritmo de uma reunião em cada mês.

Nestes encontros diretos do Executivo com as populações e órgãos das Freguesias, as pessoas podem inscrever-se e intervir, colocando diretamente as suas questões e expondo situações ao Executivo. A resposta é dada nessa mesma altura, sempre que possível, ficando, na impossibilidade, o compromisso de levar a resposta na reunião descentralizada seguinte. Estas reuniões são rotativas, percorrendo as diversas freguesias.

No sentido ainda da proximidade, Rui Lages anunciou que fará atendimentos no Gabinete de Apoio ao Munícipe, em Vila Praia de Âncora, com início já em outubro. O Presidente revelou ainda que será relançado o posto móvel de atendimento ao munícipe, fomentando, também dessa forma, a proximidade da Câmara Municipal aos munícipes.

“Nestes últimos cinco anos de exercício de funções executivas aprendi que é ouvindo a população que melhor a podemos servir. Serei vigilante e servidor da minha população”, afirmou o Presidente da Câmara, prometendo fazer do concelho de Caminha o melhor local para viver, para trabalhar, estudar ou passear: “por isso mesmo, caminharemos juntos, de mão dada, pais e filhos, novos e velhos, porque neste projeto, nesta jornada, todos contam e ninguém ficará para trás”, sublinhou.

O Presidente deu ainda as boas vindas ao novo Vereador, João Pinto, afirmando que “o sucesso da sua atividade será o sucesso do nosso município”.
Na sequência da reunião do Executivo, o Presidente da Câmara Municipal de Caminha assinou um despacho, ficando assim distribuídos os pelouros:

Presidente – Rui Miguel Rio Tinto Lages:

  • Emprego, Desenvolvimento Económico e Demografia;
  • Planeamento Estratégico e Captação de Investimento;
  • Finanças, Património e Participação;
  • Planeamento e Gestão Urbanística;
  • Obras Públicas;
  • Obras Particulares;
  • Fiscalização e Contraordenações;
  • Serviços Jurídicos;
  • Comunicação e Marketing Territorial;
  • Relações Institucionais;
  • Relações Internacionais;
  • Proteção Civil;
  • Recursos Humanos e Organização;
  • Coordenação e Administração Geral.

Vereadora Liliana de Sousa Ribeiro:

  • Educação;
  • Desporto
  • Transportes e Mobilidade;
  • Gestão da Frota Municipal;
  • Cemitério Municipal;
  • Bem-Estar Animal;
  • Informática, Modernização e Simplificação Administrativa.

Vereadora Sandra Elisabete Dias Fernandes:

  • Coesão, Emergência e Inovação Social;
  • Habitação e Apoio às Famílias;
  • Saúde e Promoção de Estilos de Vidas Saudáveis;
  • Juventude e Inclusão;
  • Mercados, Feiras e Venda Ambulante.

Vereador João António Branco Pinto:

  • Cultura e Associativismo;
  • Freguesias e Coesão Territorial;
  • Sustentabilidade Ambiental, Transição Energética e Adaptação às Alterações Climáticas;
  • Candidaturas e Instrumentos de Financiamento;
  • Agricultura, Pescas e Floresta;
  • Turismo, Comércio e Indústria;
  • Ocupação de Via Pública e Publicidade;
  • Gestão de Vias de Comunicação e Trânsito;
  • Limpeza Urbana;
  • Descentralização de Competências.