Altominho.tv

Explosão de etanol em escola superior de Ponte de Lima faz dois feridos graves

Duas funcionárias de 52 e 53 anos ficaram feridas com gravidade esta sexta-feira, na sequência da explosão de etanol de um equipamento que aquecia refeições, na Escola Superior Agrária (ESA), em Ponte de Lima, disse à Lusa fonte da proteção civil.

Segundo a fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, as duas mulheres foram transportadas ao hospital de São João, no Porto.

Contactado pela agência Lusa, o presidente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), Carlos Rodrigues, explicou que as duas funcionárias estavam a preparar o almoço que seria servido aos participantes num ‘workshop’ que decorria na ESA, instalada no convento de Refoios, em Ponte de Lima.

A explosão de etanol que feriu as duas funcionárias ocorreu na cozinha dos frades, como é conhecida, situada no interior do convento. “A cozinha dos frades é regularmente utilizada para a confeção das refeições servidas em eventos realizados pela ESA”, especificou Carlos Rodrigues.

O refeitório da ESA, criada em 1985, e que serve os mais de 600 alunos da ESA, fica situado num espaço exterior ao convento.

Fonte do CDOS de Viana do Castelo adiantou que a explosão não casou incêndio, nem danos estruturais no edifício.

Contactada pela Lusa, fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo adiantou que o caso foi classificado como acidente de trabalho, tendo sido acionada a Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), responsável pela investigação das causas que originaram a explosão.

Ao local compareceram sete viaturas e 15 operacionais dos Bombeiros de Ponte de Lima, ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV), estacionada no hospital Conde de Bertiandos, a Viatura de Emergência Médica (VMER) do hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo, e a GNR.