Altominho.tv

Clube Náutico de Ponte de Lima revalidou o título nacional de fundo

O Clube Náutico de Ponte de Lima revalidou o título nacional de fundo, na prova que decorreu nos dias 22 e 23 de Maio, em Mirandela, a cidade que recebeu pela primeira vez uma prova de canoagem, entrando assim na rota da canoagem nacional, nas águas do Rio Tua.

O clube limiano conquistou o seu décimo quarto título nacional de fundo.

Em comunicado, o CNPL disse que esta é “uma marca impressionante e reveladora do domínio e do trabalho de excelência realizado em Ponte de Lima”.

Esta prova foi organizada pela Federação Portuguesa de Canoagem, em parceria com a Câmara Municipal de Mirandela e o Clube Fluvial de Mirandela.

O clube limiano suplantou a concorrência, obtendo 3 888 pontos, seguido pelo GCRD Gemeses com 3599 e pelo Clube Náutico de Prado, que obteve 3050 pontos.

A formação limiana, “apesar de alguns percalços, valeu pelo coletivo, pela força de uma equipa que luta em todos os contextos, pela vitória, sendo os seus resultados ainda mais valorizados quando a concorrência é cada vez mais forte”.

Em termos individuais, destaque para os cinco títulos nacionais obtidos pelos atletas do Clube Náutico de Ponte de Lima, superando a marca de 2020, onde obtiveram quatro títulos.

Esta prova marcou também o regresso aos títulos do veterano Nuno Barros, atleta de referência do clube limiano, que esteve afastado durante duas épocas por lesão.

A juntar aos títulos nacionais absolutos, registo ainda para as vitórias em Sub 23 de João Pereira e Ricardo Coelho.

Os resultados mais relevantes dos atletas limianos, foram os seguintes:
C1 Sénior feminino: 1º – Beatriz Barros; 3º – Beatriz Lamas
C1 Sénior: 1º – Nuno Barros; 2º – Ricardo Coelho (1º – Sub 23)
C1 júnior feminino: 1º Beatriz Fernandes; 3º – Ana Barreiros Pereira
C1 Júnior: 1º – Tomás Sousa
C1 Infantil: 1º – Rui Sá
K1 Sénior: 5º – João Pereira (1º – Sub 23)
C1 Infantil feminino: 2º – Margarida Ribeiro Pereira
K1 Cadete feminino: 3º – Francisca Lopes
K1 Sénior feminino: 3º – Mariana Barros

O olímpico e limiano Fernando Pimenta revalidou pela 13ª vez consecutiva o título de campeão nacional de fundo de K1 Seniores.

Com cerca de oito centenas de canoístas, em representação de 43 clubes, divididos por vários escalões e por dois dias, o Campeonato Nacional de Fundo de 2021 atribuiu 27 títulos nacionais, com as provas de iniciados, infantis e cadetes a decorrerem no sábado, enquanto juniores, seniores, veteranos e paracanoagem disputaram as respetivas provas no domingo.

No Nacional de Fundo, consoante o escalão e a embarcação dos canoístas, os respetivos percursos tiveram a extensão de 2.000, 3.000 e 5.000 metros, distribuídos por voltas a um percurso aquático abraçado pela cidade de Mirandela.