Altominho.tv

Escolas de Ponte de Lima entre as 50 escolas que mais diminuíram o insucesso no Ensino Básico em Portugal

A Câmara de Ponte de Lima deu nota que os Agrupamentos de Escolas de Arcozelo, Freixo e António Feijó estão entre as 50 escolas do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar (PNPSE), que mais reduziram a retenção no biénio 2016-2018.

O PNPSE foi criado em 2016, através da Resolução de Ministros de nº23/2016, partindo do princípio que são “as comunidades educativas quem melhor conhece os seus contextos, as dificuldades e potencialidades, sendo, por isso, quem está melhor preparado para encontrar soluções locais e conceber planos de ação estratégica, pensados ao nível de cada escola, com o objetivo de melhorar as práticas educativas e as aprendizagens dos alunos.”

Há um enfoque na escola e em todo o seu contexto local, “assim como envolver, na promoção do sucesso escolar, toda a comunidade educativa – designadamente: profissionais das escolas, pais e encarregados de educação, autarquias e instituições locais”.

As escolas envolvidas no PNPSE, “desenvolveram estratégias para combater o insucesso, percebendo e reconhecendo – pormenorizadamente – as suas fragilidades”.

“Foi trabalhando sob as mesmas que as escolas de Ponte de Lima supramencionadas conseguiram reduzir as taxas de retenção”, deu nota a autarquia liderada por Victor Mendes.

Segundo dados divulgados pela Câmara de Ponte de Lima, no 2º ano de escolaridade, as Escolas de Freixo, que no biénio 2014-2016 tiveram uma taxa retenção de 9,4% conseguiram reduzi-la a 100%, obtendo em 2016-2018 uma taxa de 0,0%.

Já as Escolas António Feijó, que no biénio 2014-2016 tiveram uma taxa de retenção de 2,9%, conseguiram reduzi-la em 78,8%, obtendo em 2016-2018 uma taxa de 0,6%.

No 5º ano de escolaridade as Escolas de Freixo, que no biénio 2014-2016 tiveram uma taxa retenção de 4,3% conseguiram reduzi-la a 100%, obtendo em 2016-2018 uma taxa de 0,0%.

As Escolas de Arcozelo, que no biénio 2014-2016 tiveram uma taxa de retenção de 3,9%, conseguiram reduzi-la em 100%, obtendo em 2016-2018 uma taxa de 0,0%.

No 7º ano de escolaridade as Escolas de Freixo, que no biénio 2014-2016 tiveram uma taxa retenção de 6,7% conseguiram reduzi-la a 100%, obtendo em 2016-2018 uma taxa de 0,0%;

As Escolas de Arcozelo, que no biénio 2014-2016 tiveram uma taxa de retenção de 11,3%, conseguiram reduzi-la em 100%, obtendo em 2016-2018 uma taxa de 2,3%.