Altominho.tv

Valença investe 40 mil euros para transformar antigo edifício em centro de interpretação

A Câmara de Valença vai investir 40 mil euros para transformar o Paiol do Açougue, na Fortaleza, em espaço de acolhimento de turistas e centro de interpretação.

Em comunicado, o município explicou que, “até meados do verão, o espaço estará preparado para acolher um conjunto de equipamentos que darão corpo ao futuro Centro de Interpretação das Fortalezas Abaluartadas da Raia”.

“No âmbito da Rota das Fortalezas Abaluartadas, candidatas a Património Mundial junto da UNESCO, nascerá este espaço interpretativo e explicativo dos sistemas fortificados da raia luso- espanhola, a sua história, evolução, características e particularidades”, destaca a nota.

A intervenção, segundo a autarquia, “permitirá atrair mais turistas e dar a conhecer melhor o nosso património aos valencianos”.

A obra “contempla a requalificação de toda a estrutura edificada e a infraestruturação do mesmo com todas as valências necessárias às novas funções”.

Originalmente construído como armazém da pólvora, o Paiol do Açougue é um edifício da história militar de Valença, datado da transição do século XVII para o século XVIII. É composto por um corpo central retangular de paredes espessas com contrafortes exteriores, cobertura abobadada e frestas de ventilação, que configura “casa à prova de bomba”.