Altominho.tv

Mais 09 mortes e 548 casos confirmados de infeção

Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais 09 mortes e 548 casos confirmados de contágio pelo SARS-CoV-2, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número total de mortes desde o início da pandemia chegou esta sexta-feira às 16 868 vítimas mortais. Com mais 548 novos casos do novo coronavírus num dia, 822 862 pessoas já contraíram a SARS-CoV-2 desde março em Portugal. Em 24 horas, há menos 204 casos ativos no país, num total de 26 339 pessoas que ainda permanecem com o vírus.

Nos hospitais, há menos 25 pessoas internadas (num total de 513) e mais duas entraram nos cuidados intensivos (num total de 131). O risco de transmissibilidade (Rt) volta a subir: esta sexta-feira está nos 0,97. De acordo com a matriz de risco do boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal mantém-se na zona verde, mas aproxima-se da zona amarela, o que poderá ditar a interrupção do desconfinamento.

O Norte não regista nenhuma vítima mortal em 24 horas. Pelo contrário, a região de Lisboa e Vale do Tejo regista sete dos nove óbitos desta sexta-feira, enquanto o Centro e o Algarve contabilizam uma morte cada um.

Quanto ao número de infetados, Lisboa e Vale do Tejo reúne também o maior número de novos casos (220), segue-se o Norte com mais 179 infetados, o Centro com 73, o Algarve com 26, a Madeira com 11 e os Açores com quatro novos casos.

Na quinta-feira, tinham-se registado 11 mortes e 592 casos, tendo-se atingido um mínimo de meses no número de pacientes internados: 538. Ainda assim, o número de camas ocupadas em unidades de cuidados intensivos tinha aumentado de 127 para 129.

Comparando com o mesmo dia da última semana, na última sexta-feira, tinham sido registados 488 casos, cinco óbitos e 891 pessoas recuperadas da covid-19. O Norte e o Algarve eram as duas únicas regiões de Portugal continental sem registo de mortes associadas à doença. Há uma semana, havia 669 pessoas internadas, das quais 155 em unidades de cuidados intensivos.