Altominho.tv

Lançado concurso de 400 mil euros para reabilitar ponte internacional de Monção

A Infraestruturas de Portugal (IP) abriu concurso público para a reabilitação estrutural dos pilares e travessas da ponte internacional de Monção, no valor de 400 mil euros.

O anúncio publicado esta quinta-feira em Diário da República aponta o prazo de execução de 180 dias (cerca de seis meses) para a intervenção naquela ponte sobre o rio Minho, situada na Estrada Nacional (EN) 101, na União das Freguesias de Mazedo e Cortes, concelho de Monção.

Em resposta escrita a um pedido de esclarecimento enviado pela Lusa a propósito da publicação, fonte da empresa adiantou que “a intervenção é realizada no âmbito do plano regular de conservação de obras de arte da IP e tem como objetivo o tratamento, proteção e melhoria dos níveis de desempenho da ponte, no que à durabilidade dos seus pilares e travessas diz respeito”.

“A obra em apreço é uma ponte internacional, construída entre 1992 e 1994, e está localizada na linha fronteiriça entre Portugal e Espanha, sendo uma ponte de interesse comum para serviço rodoviário e pedonal, estando a sua conservação atribuída a Portugal”, sustenta a nota.

A ponte internacional de Monção “será objeto, de uma intervenção de reabilitação, que inclui a limpeza com jatos de água a alta pressão de todas as superfícies expostas dos pilares e travessas, reparação localizada nas zonas com evidência de corrosão das armaduras e selagem de fissuras”.

A empreitada prevê ainda o “revestimento das superfícies expostas com um inibidor de corrosão migratório, a proteção a todo o comprimento do fuste dos pilares, das travessas dos pilares com um sistema de tecidos armados com fibras de carbono e impregnação com uma resina epóxida modificada e a pintura acrílica de todas as superfícies expostas”.

“O preço base da empreitada agora a concurso é de 400 mil euros, com um prazo de execução de seis meses. O concurso público encontra-se agora na fase de receção de propostas”, refere a IP.

Na região que liga o Alto Minho à Galiza existem oito travessias – Caminha-A Guarda, assegurada por ferryboat, a ponte internacional da Amizade, entre Vila Nova de Cerveira e Tomiño, Valença-Tui (ponte nova e ponte Eiffel), a ponte entre Monção e Salvaterra do Miño, Melgaço-Arbo, e São Gregório (Melgaço), e a fronteira da Madalena, no Lindoso, no Alto Minho de ligação à província de Ourense, na Galiza.

Atualmente, devido à pandemia de Covid-19, daquelas oito passagens que ligam o distrito de Viana do Castelo à Galiza, o atravessamento da fronteira durante 24 horas apenas está autorizado na ponte nova de Valença. Há ainda em Monção, Melgaço, no Lindoso, Ponte da Barca, pontos de passagem que estão disponíveis nos dias úteis, das 07h00 às 09h00 e das 18h00 às 20h00.