Altominho.tv

Navio Gil Eannes reabilita espaços museológicos e prepara reabertura ao público

O navio-museu Gil Eannes, em Viana do Castelo, está a ser alvo de obras de reabilitação e a preparar a sua reabertura ao público.

Em comunicado, a Câmara de Viana do Castelo adiantou que a embarcação, apesar de estar encerrada em virtude do confinamento geral em vigor, “está a ser alvo de obras de remodelação e a preparar a reabertura e o regresso dos visitantes”.

O navio Gil Eannes foi construído nos Estaleiros de Viana do Castelo em 1955, tendo como missão apoiar a frota bacalhoeira portuguesa nos mares da Terra Nova e Gronelândia. Ficou, durantes anos, abandonado no cais do porto de Lisboa, até ser vendido a um sucateiro para abate em 1997.

Após ser resgatado da sucata pela autarquia, chegou a Viana do Castelo a 31 de janeiro em 1998, para receber obras de reabilitação, tendo aberto ao público como navio museu nesse ano.

Durante o último ano, foi alvo de obras de reabilitação de alguns dos seus espaços e acolheu o novo Centro de Imagem, Identidade e Memória de Viana do Castelo.

Já foi visitado por mais de um milhão de pessoas e, em 2020, mesmo com a pandemia de Covid-19, recebeu 40.427 visitantes.