Altominho.tv

Alto Minho regista alterações após revisão do nível de risco dos concelhos

O número de concelhos em risco extremo de transmissão da covid-19, com mais de 960 casos por 100 mil habitantes, quase que duplicou, passando de 30 para 56, segundo a lista atualizada divulgada esta quinta-feira pelo Governo.

O número de concelhos em risco muito elevado, entre 480 e 960 casos por 100 mil habitantes, também subiu, de 79 para 132.

Na lista de concelhos em risco muito elevado de contágio estão agora 15 dos 18 municípios capitais de distrito no território continental, designadamente Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

Em novembro, o Governo dividiu os 278 municípios do continente em quatro grupos, consoante o nível de risco de transmissão – moderado, elevado (entre 240 e 480 casos por 100 mil habitantes), muito elevado (entre 480 e 960) e extremamente elevado (mais de 960). A lista pode ser consultada em www.covid19estamoson.gov.pt.

Na anterior lista de concelhos por níveis de risco, que entrou em vigor em 24 de dezembro, estavam identificados 30 concelhos em risco extremo de contágio, 79 em risco muito elevado, 92 em risco elevado e 77 em risco moderado.

Hoje, a reavaliação da situação epidemiológica fez subir o número de concelhos nos níveis de risco extremo e muito elevado e descer os que se encontravam nos riscos elevado, que passaram a ser 65, e moderado, com apenas 25 municípios, que são os que têm menos de 240 casos por 100 mil habitantes.

No âmbito da renovação do estado de emergência, o Governo determinou a proibição de circulação entre todos os concelhos do continente, a partir das 23:00 de sexta-feira e as 05:00 da próxima segunda-feira.

No Alto Minho, a nova atualização do Mapa de Risco divulgada pelo governo esta quinta-feira, alterou a configuração das restrições nos 10 concelhos.

O Alto Minho já não tem nenhum concelho em risco moderado (o mais baixo de todos). Paredes de Coura, que no mapa anterior estava no nível de risco mais baixo, passou agora para o nível seguinte (risco elevado), enquanto Melgaço saltou dois níveis e passou para risco muito elevado.

Viana do Castelo e Arcos de Valdevez viram o nível agravar de risco elevado para muito elevado, ou seja, com mais de 480 novas infeções por 100 mil habitantes. 

Ponte da Barca é o único concelho do Alto Minho no nível de risco extremamente elevado, com mais de 960 novas infeções por 100 mil habitantes

Níveis de risco nos concelhos do Alto Minho:

RISCO ELEVADO

  • Monção
  • Paredes de Coura
  • Ponte de Lima
  • Valença
  • Vila Nova de Cerveira

RISCO MUITO ELEVADO

  • Arcos de Valdevez
  • Caminha
  • Melgaço
  • Viana do Castelo

RISCO EXTREMAMENTE ELEVADO

  • Ponte da Barca