Altominho.tv

Luvas e máscaras usadas em tempo de pandemia devem ser colocadas em contentores

As luvas e máscaras devem ser depositadas em contentores para resíduos indiferenciados, no âmbito das medidas de contenção da pandemia Covid-19.

“As luvas e máscaras não devem ser colocados em ecopontos”, alertou o Ministério do Ambiente e da Ação Climática, aconselhando que devem ser depositadas em “contentores para resíduos indiferenciados”.

Os ecopontos, relembra o Ministério do Ambiente em comunicado, “são apenas dedicados a resíduos de embalagens, vidro e papel/cartão”.

“Em resumo: os ecopontos não são locais para deposição de luvas e de máscaras”, sublinha o Ministério, que apela ainda aos cidadãos para que acatem as indicações sobre o correto acondicionamento e encaminhamento dos seus resíduos, devendo consultar as indicações da Agência Portuguesa do Ambiente.

“A colaboração com os serviços de higiene urbana dos municípios e dos sistemas de gestão de resíduos urbanos é essencial para assegurar que estes serviços continuam a ser feitos de maneira segura e eficaz”, refere o ministério liderado por João Pedro Matos Fernandes.

Nos últimos dias, verificaram-se também casos em que os utilizadores de materiais de proteção na ida aos supermercados abandonam as suas luvas e máscaras, dentro dos carrinhos de compras e no chão dos parques de estacionamento. Um comportamento que não é higiénico para quem recolhe o lixo e que pode colocar outras pessoas em risco.

Segundo a Direção-Geral da Saúde, o seu uso dá uma “falsa sensação de segurança”, sendo as medidas básicas de higiene mais eficazes.