Altominho.tv

Marta Paço é uma das grandes esperanças de Portugal para conquistar medalhas no Mundial de Para Surfing

Marta Paço, atleta do Surf Clube de Viana, parte confiante para o Mundial com o objetivo de conquistar medalhas no AmpSurf ISA World Para Surfing Championship, que se realiza já entre 11 e 15 próximos, em La Jolla, na Califórnia.

Pretendo mostrar o quanto evoluí desde o último Mundial e também desde o Europeu e ainda provar que uma pessoa cega pode fazer muito mais que espumas”, diz.

Considera que fisicamente está “num bom momento” e psicologicamente sente-se “confiante”.

“Fiz uma boa preparação para esta competição. Aumentei o número de treinos de água e as simulações de heats, que vão ajudar-me a ter uma maior noção do tempo e do que eu consigo fazer em 20 minutos”, explica Marta Paço.

Entende ser “justa” a separação que vai acontecer pela primeira vez num campeonato do mundo entre atletas com deficiência visual com cegueira total (PS-VI1) e atletas com deficiência visual com cegueira parcial (PS-VI2), pois “não se pode comparar uma pessoa que seja completamente cega com alguém que veja 60 ou 65%. A noção que se tem da onda é muito diferente, o que influencia claramente a execução da manobra.”

Para a divisão dos desportistas com deficiência visual nestas duas categorias, foi decisivo o facto do 1º Campeonato Europeu de Surf Adaptado, que se realizou o ano passado em Viana do Castelo, ter contado com classificadores seniores do International Paralympic Committee (IPC) e da International Blind Sports Association (IBSA), potenciando também a entrada do “Para surfing” nos Jogos Paralímpicos.

No AmpSurf ISA World Para Surfing Championship 2020, é esperado um recorde a nível de participação: 140 dos melhores competidores de “Para surfing” em representação de 24 países.

Esta jovem vianense acredita que a tendência será de, com o passar do tempo, o número de atletas continuar a aumentar, “sinal que cada vez mais pessoas com deficiência praticam desporto.”

Com um percurso ainda curto na modalidade e com apenas 15 anos de idade, Marta Paço é, atualmente, uma das grandes estrelas do para surfing europeu e mundial.

A Seleção Nacional de Para Surfing, que vai lutar pelas medalhas na Califórnia, é composta por Marta Paço, Nuno Vitorino e Camilo Abdula.