Valença presta homenagem ao maestro Sousa Morais

O município de Valença vai comemorar, durante o mês de outubro, o centenário da morte do maestro Sousa Morais, com várias iniciativas.

As comemorações que recordam o chefe de banda militar e compositor nascido em Valença começam no dia 4 de outubro, com a abertura da exposição “Centenário da Morte do Maestro Sousa Morais”, no Arquivo Municipal. O mesmo local acolherá, pelas 18h00, uma sessão solene, com atuação da Associação Musical de São Pedro da Torre, seguida de visita à Rua Maestro Sousa Morais.

Na sexta-feira, a Banda Sinfónica do Exército Português dará também um concerto de homenagem ao maestro, conhecido como “um dos maiores criadores de música para banda em Portugal”. O espetáculo decorrerá no Teatro Municipal de Tui, a partir das 21h30 (hora portuguesa).

O Centro de Inovação e Logística de Valença, localizado na Escola Superior de Ciências Empresariais, é o espaço escolhido para acolher mais três concertos. A Sociedade Filarmónica de Crestuma presta homenagem ao maestro no dia 12 de outubro, a Banda de Música Popular de Tui a 19 de outubro, e, no dia 26, é a vez da Banda da União Filarmónica de Troviscal. Todos os espetáculos têm início às 21h30.

João Carlos de Sousa Morais começou o seu percurso musical a 30 de setembro de 1872, no Batalhão de Caçadores N.º 7, aquartelado na Praça-Forte de Valença. Mais tarde, percorreu Portugal, de norte a sul, sempre ligado à música, como músico, maestro, professor e compositor.

O seu legado é composto por um número indeterminado de obras, das quais apenas cerca de 300 estão identificadas e localizadas. Valença está representada com a “Montanhesa”, obra evocativa da Romaria da Senhora do Faro, criada em 1909.