VOLTA A PORTUGAL/PODIUM/PAULO MARIA

Viana do Castelo acolhe oitava etapa da Volta a Portugal em bicicleta

A 81.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta começou, esta quarta-feira, com um prólogo de seis quilómetros em Viseu e chega ao Minho a 9 de agosto, na reta final da prova. A 8ª etapa decorre entre Viana do Castelo e Felgueiras, com uma extensão de 156,6 quilómetros.

Com um total de 1.531,3 quilómetros cronometrado, o campeão desta edição terá atravessado mais montanha para escalar em relação a anos anteriores, mesmo que apenas uma contagem de montanha de categoria especial, num percurso marcado pelo regresso de várias cidades ao ‘roteiro’ da prova.

Neste segundo dia de prova, os ciclistas fazem a ligação entre a estreante Miranda do Corvo e Leiria (174,4 quilómetros). O dia mais longo, esta sexta-feira, liga a Marinha Grande, de volta após 29 anos de fora, a Santo António dos Cavaleiros, em Loures, com um final com ligeira ascensão a poder afastar os ‘sprinters’ mais puros, com mais hipóteses na terceira etapa, entre Santarém e Castelo Branco (194,1 quilómetros), no primeiro sábado.

No domingo chega o primeiro grande teste para a geral e um dos momentos de maior ‘espetáculo’ do traçado: a subida à Torre, pelo lado mais complicado, entre a Pampilhosa da Serra e a Covilhã, onde os candidatos se vão mostrar ou ‘falhar’ a contagem.

Antes do dia de descanso, a 07 de agosto, há uma ligação entre Oliveira do Hospital e a Guarda, com uma escalada final que pode apresentar dificuldades aos mais afetados pela Torre.

Torre de Moncorvo não recebe uma partida desde a segunda edição, em 1931, e regressa este ano para uma ligação que começa naquele município e vai terminar em Bragança, com nova chegada ao ‘sprint’ esperada.

Aquela capital de distrito marca a partida para a sétima etapa, no dia 08 de agosto, que terá nova grande dificuldade para os favoritos à vitória final, com a subida à Serra do Larouco, em Montalegre, numa tirada a passar pelo Parque natural de Montesinho antes das subidas a Torneiros e ao Larouco.

Um dia menos exigente entre Viana do Castelo e Felgueiras, na oitava etapa, antecede a etapa ‘rainha’, a ligação entre Fafe e a Senhora da Graça, no sábado, dia 10, ao longo de 133,5 quilómetros.

A na nona e penúltima etapa será o derradeiro teste nas alturas, antes de um ‘crono’ individual que pode ser decisivo. Apesar de ser a mais curta tirada da 81.ª edição, este será o derradeiro embate na montanha para aqueles que ainda disputarem a prova, com três prémios de montanha de primeira categoria dentro dos últimos 75 quilómetros, em Mondim de Basto, antes da ‘mítica’ subida da prova portuguesa.

O Porto regressa 30 anos depois para receber um contrarrelógio de 19,5 quilómetros que parte de Vila Nova de Gaia e atravessa o rio Douro para definir o vencedor final, em plena Avenida dos Aliados.

A Volta a Portugal termina no Porto a 11 de agosto.

Com Lusa

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com