Altominho.tv
AltominhoTV

Lançado concurso para construção de ciclovia de mais de 600 mil euros em Valença

A Câmara de Valença lançou hoje o concurso público para a construção de uma ciclovia urbana, com quase três quilómetros de extensão, num investimento superior a 600 mil euros.

De acordo com o anúncio do concurso publicado em Diário da República, a obra tem um prazo de execução de um ano.
Contactado pela agência Lusa, o presidente da Câmara de Valença, a segunda cidade do Alto Minho, adiantou que os “trabalhos de construção da ciclovia deverão começar dentro de dois meses”.

Jorge Mendes adiantou que, além dos 20 quilómetros de ciclovia já construídos, entre Monção, Valença e Vila Nova de Cerveira, o município “tem em fase final de construção mais cinco quilómetros de percurso junto ao rio Minho, que ligarão o centro de Valença à freguesia de Verdoejo”.

“Trata-se de um investimento de quase meio milhão de euros que inclui uma área de lazer e zonas de apoio à pesca, com um ancoradouro e uma estrutura flutuante destinada à amarração e acostagem das embarcações de modo a garantir segurança à pesca desportiva e para potenciar os desportos náuticos, o turismo de natureza”, explicou o autarca social-democrata.

Estas obras integram-se “no projeto municipal de aproximação do concelho ao rio, protegendo, valorizando e potenciando este recurso natural que atravessa Valença de norte a sul, numa extensão de 22 quilómetros”.
Já o percurso lançado em concurso público, com uma extensão de 2.800 metros, ligará as Portas do Sol, na Fortaleza de Valença, ao centro coordenador de transportes, à estação dos caminhos de ferro, ao Centro de Interpretação da Ecopista do Rio Minho e à Escola Superior de Ciências Empresariais (ESCE).

A obra, financiada pelo programa Norte 2020, integra o Plano de Mobilidade Urbana Sustentável de Valença e “pretende criar um corredor ciclável ligando o centro histórico, com a área central da cidade e os principais pontos de fluxo de mobilidade da cidade”.
O novo troço de ciclovia incluirá a “requalificação completa” da avenida dos Combatentes da Grande Guerra e prevê a instalação de iluminação, de um piso mais confortável, um melhor enquadramento urbanístico e nova arborização.

O projeto prevê ainda, na Ponte Seca, “a construção de uma nova ponte pedonal e ciclável, com estrutura metálica, junto à ponte atual”, intervenção que “resolverá um problema antigo da ligação da cidade à parte norte da ecopista do rio Minho”.

Segundo a Câmara de Valença, a criação daquela ciclovia urbana “tem como grande objetivo oferecer uma rede atrativa e segura de mobilidade urbana que incentive o uso de meios de transporte mais saudáveis e amigos do ambiente”.

O primeiro troço da ecopista do rio Minho entre Valença e Monção foi inaugurado em 2004 e tem, atualmente, uma extensão superior a 20 quilómetros entre os centros históricos dos dois municípios e de Vila Nova de Cerveira.

Em 2009, aquele troço da ecopista do rio Minho foi classificado como o quarto melhor da Europa.
Em 2017, o percurso total, de cerca de 46 quilómetros, entre Seixas, no concelho de Caminha, e Monção, recebeu o título de terceira melhor Via Verde da Europa.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com