Altominho.tv

Instituto Politécnico de Viana e Comité Paralímpico assinam protocolo de cooperação

O Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) e o Comité Paralímpico de Portugal (CPP) vão assinar, na sexta-feira, um protocolo de cooperação, que visa, entre outros aspetos, “a cooperação no quadro da divulgação, desenvolvimento e defesa do movimento paralímpico e do desporto em geral, a promoção da prática desportiva como meio de formação de caráter, de defesa da saúde, do ambiente e de coesão e integração social, mediante a inclusão desta temática nos planos curriculares do IPVC”.

No âmbito deste protocolo, o IPVC dispõe-se ainda “a apoiar o Programa de Preparação Paralímpica Tóquio 2020, e a colaborar em ações ou eventos do CPP que contribuam para o desenvolvimento desportivo nomeadamente ao nível da resolução de problemas dos atletas quanto à avaliação e controlo de treino e resultados de competição”.

A cooperação entre o IPVC e o CPP estipula ainda que o Politécnico de Viana do Castelo “apoiará projetos de formação, através da realização de seminários e palestras, nomeadamente por ocasião de estágios e concentrações de equipas paralímpicas e da Missão de Portugal aos Jogos Paralímpicos” e “promoverá apoios que facilitem o acesso de atletas ou ex-atletas paralímpicos aos cursos de licenciatura ministrados pelo IPVC, bem como ao desenrolar da sua vida académica”.

O protocolo será assinado pelo presidente do IPVC, Rui Teixeira, e pelo presidente do CPP, José Manuel Lourenço, durante uma cerimónia que terá lugar na Sala de Atos, no edifício dos Serviços Centrais do IPVC, pelas 14h30.

No decorrer da cerimónia será endereçado um pedido de colaboração ao presidente do CPP no âmbito do projeto SANA (Sporto Adaptita Naturo Nautika), que tem como objetivo “promover o desenvolvimento do desporto de natureza para todas/os, nomeadamente a adaptação/acessibilidade do desporto de natureza para pessoas com deficiência”.

Os parceiros que integram o desenvolvimento do projeto identificaram como necessidade comum dos territórios envolvidos “melhorar a oferta de desportos praticados em contato com a natureza para pessoas com deficiência”.

O projeto é liderado a nível nacional pela CIM Alto Minho e a Escola Superior de Desporto e Lazer do IPVC é a responsável pela elaboração de um kit pedagógico que pretende “proporcionar a entidades, empresas, e outros organismos, o conhecimento informado sobre a participação em desportos da pessoa com incapacidades”.

Trata-se de uma ferramenta de apoio que visa, de uma forma simples e prática, contribuir para a inclusão social de pessoas com deficiência a vários níveis, seja esta motora, sensorial ou intelectual, através de atividades desportivas praticadas em contacto com a natureza.

Este kit pedagógico irá trabalhar os vários tipos de deficiências, na adaptação de desportos náuticos como o surf, a vela e a canoagem ou de desportos de montanha como a caminhada e o ciclismo.

O objetivo é a “aplicabilidade desportiva com externalidade no turismo, ou seja, que o desporto adaptado possa ser trabalhado na vertente da prática da atividade física, visando a melhoria da saúde e da aptidão física, e causando efeitos positivos no turismo ativo ou turismo de prática desportiva”.

Os destinatários deste instrumento são todas as entidades, profissionais e voluntários que possam estar ou vir a estar envolvidos nas temáticas trabalhadas pelo projeto. Podem ser entidades que apoiam pessoas com deficiência como federações e associações, clubes e associações das diversas modalidades desportivas afetas ao projeto, empresas que trabalhem o desporto como um produto turístico, bem como todos os treinadores, guias, monitores e voluntários que colaborem com as entidades.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com