Altominho.tv

Presidente de Junta de Viana investigado por posse ilegal de arma

O presidente da União de Freguesias de Geraz do Lima, Viana do Castelo, está a ser investigado por posse de arma proibida, processo que corre no Ministério Público (MP) do Tribunal da Maia, disse hoje à Lusa fonte judicial.

A fonte judicial, hoje contactada pela agência Lusa, escusou-se a dar pormenores sobre o processo, alegando “estar em fase de não poder ser publicitado”.

Apesar das tentativas, a Lusa não conseguiu falar o autarca Armindo Dias Fernandes, de 50 anos. A funcionária da União das freguesias de Geraz do Lima, contactada pela Lusa, informou que o autarca “não estará em Portugal durante toda a semana”.

No passado dia 13, a PSP deteve Armindo Fernandes por posse de arma proibida na zona de controlo de embarque do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Maia.

De acordo com comunicado do Comando Metropolitano do Porto da PSP, o autarca e empresário, residente em Geraz do Lima Santa Maria, Viana do Castelo, foi detido na sequência de ter sido detetado que transportava na sua bagagem de mão uma arma de fogo e seis munições quando pretendia embarcar num voo internacional.

A arma e as munições, que foram apreendidas, foram detetadas na zona de controlo de embarque por funcionários da empresa de segurança que opera aquele serviço.

O detido, industrial e de 50 anos, foi notificado para comparecer junto das autoridades judiciárias.

Nas eleições autárquicas de 2017, Armindo Dias Fernandes foi reeleito presidente da União das freguesias de Geraz do Lima (Santa Maria, Santa Leocádia e Moreira) e Deão com 59,08% dos votos, contra 15,99% alcançados pelo PSD.

O movimento independente que lidera União e Progresso (UEP) conquistou sete mandatos.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!