Altominho.tv
DR

Autarquia quer aumentar lugares na creche da zona industrial de Campos

A Câmara de Vila Nova de Cerveira quer criar 16 novos lugares na creche de apoio às empresas na zona industrial de Campos, atualmente com capacidade para 77 crianças.

Em comunicado, o município justifica a ampliação com a procura crescente daquela resposta social, adiantando que este é um projeto de 80 mil euros que pretende candidatar aos fundos do Norte 2020 e que deverá avançar em 2019.

A creche de apoio às empresas entrou em funcionamento, em 2006, para responder às necessidades dos dois polos industriais criados pela autarquia na freguesia de Campos, “atualmente lotados com 40 empresas e cerca de 3.400 trabalhadores”.

Atualmente, aquela estrutura acolhe 77 crianças em dois turnos, num horário alargado entre as 05h30 e as 19h00, “conciliando a vida pessoal e profissional do agregado familiar”.

Com a remodelação agora anunciada, a Câmara liderada por Fernando Nogueira pretende “reforçar a capacidade da creche para mais 16 crianças, na faixa etária dos 12 aos 36 meses, através da ampliação da creche para o lado sul”.

“A particularidade desta creche no apoio à crescente dinâmica empresarial do concelho está associada à estratégia municipal de captação e fixação de população em idade ativa, o que implica ter uma efetiva capacidade de resposta para acolhimento das crianças em tempo letivo, mas também durante as férias escolares”, afirmou o autarca Fernando Nogueira, citado na nota enviada à Lusa.

Fernando Nogueira referiu ainda que “este investimento vem na sequência da política de reforço e requalificação dos apoios às crianças e jovens do concelho”.

Com um investimento estimado em 80 mil euros, o projeto de ampliação da Creche do Centro de Apoio às Empresas será apresentado ao programa Norte 2020, integrada no Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial (PDCT) Alto Minho 2020, com uma verba alocada de cerca de 73 mil euros.

A Câmara de Vila Nova de Cerveira referiu ter apresentado “o estudo prévio para a execução da primeira ampliação daquele equipamento, com o objetivo de acolher um maior número de crianças, colmatando as carências existentes no concelho”.

Considerada “inovadora em contexto empresarial a nível nacional”, a creche foi criada há 12 anos para dar resposta “às necessidades de uma franja da população mais carenciada em termos de rendimentos, fomentar a igualdade de oportunidades no acesso ao emprego, superar a ausência de retaguarda familiar e diminuir o absentismo no local de trabalho”.

Gerida pelo Centro Social e Paroquial de Campos, a creche emprega 19 trabalhadores, sendo que com a ampliação serão criados pelo menos mais dois postos de trabalho diretos.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!