Altominho.tv

Ponte de Lima investe 650 mil euros para erradicar espécies invasoras no rio Lima

A Câmara Municipal de Ponte de Lima vai investir, em 2020, 650 mil euros na erradicação de espécies exóticas invasoras no rio Lima, para “potenciar” o turismo e os desportos náuticos, divulgou hoje o presidente Victor Mendes. 

Em declarações à agência Lusa, o autarca do CDS-PP explicou que, daquele montante, 450 mil euros são financiados por fundos do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), sendo o valor restante suportado pela Câmara de Ponte de Lima, no distrito de Viana do Castelo.

“Os trabalhos de prevenção, controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras começam em 2020. É uma necessidade urgente avançar com a limpeza do rio Lima quer de invasoras aquáticas, permitindo a aposta no turismo e desportos náuticos, quer de invasoras nas margens e em ilhas no leito do rio, permitindo a melhoria no escoamento das águas, evitando fenómenos de erosão em vários troços do Lima”, explicou Victor Mendes.

Em comunicado hoje enviado, o município explicou que o investimento resulta de uma candidatura apresentada, em agosto, e já aprovada, “com o objetivo geral da restauração ecológica dos espaços alvo da intervenção proposta e da criação de condições para a instalação/recuperação das comunidades autóctones”.

A candidatura vai permitir “a continuidade e consolidação dos trabalhos desenvolvidos no rio Lima, classificado como Sítio de Importância Comunitária (SIC), em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente, para controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras terrestres, e, por outro lado, ampliar a área de atuação dos trabalhos anteriormente referidos à totalidade da extensão do SIC Rio Lima, inserida nos limites administrativos do concelho de Ponte de Lima”. 

Segundo a autarquia, a “nova candidatura, vai permitir a realização de importantes ações de controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras aquáticas, nomeadamente ‘Myriophyllum aquaticum’ e ‘Egeria densa’, no rio Lima”.

“As ações irão ainda permitir avaliar a eficácia dos métodos aplicados e do impacto real ou potencial sobre espécies e ‘habitats’, bem como definir as condições para a realização de ações de controlo de continuidade e criar/adotar soluções inovadoras de monitorização de espécies exóticas invasoras com vista à prevenção e deteção precoce de focos de dispersão destas espécies no SIC Rio Lima”, sustenta a nota.

A candidatura “integra, também, a realização de atividades sensibilização dos diversos públicos-alvo e divulgação da problemática das espécies exóticas invasoras”.

O rio Lima nasce a 975 metros de altitude, na província de Ourense, na Galiza. Entra no Alto Minho, próximo do Lindoso e de Soajo, e passa por Ponte da Barca e Ponte de Lima, desaguando no oceano Atlântico, em Viana do Castelo, após percorrer um total de 135 quilómetros.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.