Altominho.tv

Faleceu Evaristo Cardoso, padrinho da “Foda à Monção”

Faleceu hoje, aos 80 anos, o monçanense Evaristo Cardoso, padrinho da  iguaria gastronómica “Foda à Monção” e fundador do Solar dos Presuntos, histórico restaurante de Lisboa, que abriu portas em 1974.

Considerado um dos embaixadores da gastronomia nacional, Evaristo Cardoso foi, em fevereiro de 2022, condecorado por Marcelo Rebelo de Sousa, com a Ordem do Mérito Empresarial e Comercial, no dia em que celebrou os seus 80 anos de vida. 

Evaristo Cardoso foi também cozinheiro da Seleção Nacional de futebol, tendo assumido essa responsabilidade quando tinha apenas 21 anos.

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) reagiu à morte de “um verdadeiro mestre de sabores” e uma “personalidade ímpar da restauração portuguesa e homem ligado ao futebol pela arte da cozinha, mas não só”.

“Dedicou duas décadas da sua vida à Seleção Nacional. Desde então, acompanhou a Equipa das Quinas integrado na comitiva nacional nas deslocações ao estrangeiro, fazendo com que a Seleção nunca deixasse de se sentir em casa”, referiu Fernando Gomes, presidente da FPF, em comunicado.

“É com enorme tristeza que informamos os nossos amigos de que hoje partiu metade da alma do Solar. Hoje choramos com a alegria de saber que contámos com ele ao nosso lado até ao fim e que uma grande parte do senhor Evaristo ficará para sempre na mesa do canto, a olhar por todos nós. Morreu o Evaristo de Monção, o Evaristo do Solar, o Evaristo da Graça, o Evaristo do Lila. Morreu o Evaristo, um amigo vosso, que viveu para vos servir. O Solar estará encerrado hoje à noite e amanhã”, pode ler-se na nota de pesar do reputado restaurante lisboeta, local de encontro de muitos artistas e figuras públicas ao longo de décadas. 

O município de Monção também lamentou “profundamente” o falecimento de um “verdadeiro embaixador da cozinha monçanense em Lisboa”

“Neste momento de enorme tristeza e consternação, registamos a enorme admiração e apreço por Evaristo Cardoso, um dos mais prestigiados e reputados chefs nacionais que contribuiu, de forma decisiva, para o desenvolvimento e afirmação da culinária monçanense e portuguesa”, refere a autarquia.

O velório acontecerá hoje na Igreja de São José, às 19h00, e a missa decorrerá amanhã, pelas 11h00. O corpo seguirá depois para Monção.