Altominho.tv

Alto Minho tem sete iguarias candidatas às 7 Maravilhas da nova gastronomia

Entre as 1147 candidaturas às 7 Maravilhas da nova gastronomia, foram apurados 140 finalistas regionais. No Alto Minho foram selecionadas sete iguarias dos concelhos de Caminha, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira.

As candidaturas foram avaliadas por um painel de especialistas, composto por 140 elementos de todos os 18 distritos e duas regiões autónomas, que teve a função de efetuar a primeira seleção dos estabelecimentos, reduzindo a lista para sete restaurantes e chefes candidatos por distrito e regiões autónomas em cada uma das sete categorias a a concurso: Petiscos, Vegetariana, Vegana, Peixe e Marisco, Carne, Cozinha Molecular e Doçaria.

Segundo a organização, as sete categorias “expressam as várias opções de iguarias da Nova Gastronomia, tendo em conta não só a tradição que temos em Portugal, mas colocando igualmente nos pratos da balança, novas opções gastronómicas, que traduzem as escolhas de segmentos da população cada vez mais alargados e onde se afirma uma preocupação cada vez mais notória com a saúde pública e com a sustentabilidade alimentar”.

O concelho de Caminha tem duas iguarias candidatas: a Tábua de Polvo, da autoria de Manuel Felgueiras, do Restaurante Baptista, na categoria de Petiscos, e a Torta de Laranja do Meira, confecionada por André Barreto, do Hotel Meira, em Vila Praia de Âncora, na categoria da Doçaria.

De Viana do Castelo, foram selecionados, na categoria Vegetariana, o prato Arroz Mar e Montanha, confecionado por André Campelo, do Restaurante Louro; na categoria Vegana, o Trio de Cogumelos com Tarrestre e Grelos, com autoria de Carmélia Martins, do restaurante Jenny&Carmie; na categoria Peixe e Petisco, o Arroz de Ovas de Ouriço-do-Mar, de Deolinda Ferreira, da Tasquinha da Linda; e, na categoria de Carne, o Lombo de Boi com frutos do bosque, de Rúben Oliveira, do restaurante Pecado Capital.

O último finalista da região encontra-se no concelho de Vila Nova de Cerveira e concorre na categoria Cozinha Molecular. O prato Veado no Bosque é confecionado por Gonçalo Araújo, do restaurante Dom Júlio.

Segundo a organização, “a partir de 12 de julho, terão lugar as respetivas eliminatórias regionais, num total de 14 programas transmitidos em direto no daytime da RTP, a partir de várias regiões do país, onde serão apurados sete candidatos por categoria, num total de 49 pré-finalistas”.

“Em 2021 vamos eleger uma gastronomia nova, inspirada na tradição, mas baseada nos produtos endógenos de cada região, onde observamos novos conceitos ao nível da apresentação, da utilização dos ingredientes mais saudáveis e promovendo maior sustentabilidade alimentar”, explicou o presidente das 7 Maravilhas, Luis Segadães, citado na nota enviada à imprensa.