Altominho.tv

Valença investe em habitação para ajudar 93 famílias

O município de Valença vai investir 2,1 milhões de euros para apoiar 93 famílias que vivem em condições habitacionais indignas, no âmbito do programa 1.º Direito criado pelo Governo.

A autarquia formalizou, na passada sexta-feira, o acordo de colaboração com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) para o desenvolvimento do programa de apoio ao acesso à habitação no concelho.

Segundo o presidente da Câmara de Valença, Manuel Lopes, “os valencianos, com maiores dificuldades, merecem viver numa casa digna e ter esperança no futuro”.

A estratégia local de habitação pretende encontrar soluções para 93 agregados familiares que “vivem em condições habitacionais indignas”, aos quais acrescem mais 13 a salvaguardar junto dos beneficiários diretos e do terceiro setor.

“Valença vai dar solução a 93 agregados familiares que abrangem 249 pessoas. As intervenções vão ser realizadas em 81 habitações de propriedade municipal”, adiantou a autarquia em comunicado.

O acordo de colaboração contempla a reabilitação de frações ou de prédios habitacionais, estando previsto um financiamento de 1,89 milhões de euros por parte do IHRU, dos quais 1,08 milhões são financiamento a fundo perdido.

Durante a cerimónia de homologação do acordo de colaboração, que decorreu online, o ministro das Infraestruturas e da Habitação considerou o “momento muito importante” para o município de Valença e sublinhou que o acordo permitirá “dar resposta a situações indignas de habitação” no concelho.

Pedro Nuno Santos referiu ainda que, “embora o programa 1.º Direito seja dirigido à população mais carenciada, em matéria de habitação, hoje o problema já não se limita à população mais carenciada”. “O drama que vivemos atinge já a classe média, as jovens famílias, um problema ao qual vamos ter também de responder”, acrescentou.

Na cerimónia participaram também os secretários de Estado da Descentralização e da Administração Local, Jorge Botelho, e da Habitação, Marina Gonçalves.