Altominho.tv

Câmara de Caminha reforça medidas de apoio às IPSS

A Câmara de Caminha pretende reforçar o apoio às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho, que prestam cuidados a idosos e crianças.

Segundo a proposta que será apresentada por Miguel Alves na segunda-feira, em reunião de Câmara, a autarquia vai assumir o pagamento das faturas do serviço de água e saneamento e isentar as instituições do pagamento do serviço de recolha de resíduos urbanos.

“As medidas abrangem as IPSS do concelho de Caminha que acolham ou cuidem de idosos em regime residencial ou através de apoio ao domicílio, bem como aquelas que apoiam a infância, através do serviço de creche e/ou jardim-de-infância”, especifica a autarquia em comunicado, acrescentando que “esta decisão, que será formalizada na reunião do executivo de segunda-feira, aplica-se a todas as faturas emitidas até junho de 2021 (inclusive), devendo haver posterior avaliação da medida”.

“Incluem-se na presente decisão a Casa de Repouso do Bom Jesus dos Mareantes em Caminha, o Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora (valência idosos e infância), a Santa Casa da Misericórdia de Caminha (valência idosos e infância), o Centro de Bem-Estar Social de Seixas, o Centro Social e Paroquial Nossa Senhora da Encarnação em Vilarelho, o Centro Social e Paroquial de Moledo, o Centro Paroquial e Social de Santa Maria de Riba de Âncora, a Casa do Povo de Lanhelas e o Patronato Nossa Senhora da Bonança em Vila Praia de Âncora”, especifica a nota enviada à imprensa.

De acordo com o presidente da Câmara, este conjunto de medidas surge no contexto da atual situação epidemiológica, em que “há uma pressão enorme que é colocada às instituições que trabalham com idosos e com crianças, quer quanto ao cumprimento de rigorosos sistemas de vigilância e salubridade, quer quanto à dedicação de todos os seus dirigentes e trabalhadores, quer ainda quanto ao esforço financeiro despendido para acompanhar a mais grave situação sanitária que estas casas alguma vez enfrentaram”.

Anteriormente, o município já tinha implementado outras medidas de apoio às famílias, empresas e instituições sem fins lucrativos do concelho.