Altominho.tv

Preso em domicílio vai para cadeia após danificar pulseira eletrónica

Um homem de Vila Nova de Cerveira, Viana do Castelo, cortou a pulseira eletrónica que controlava a prisão domiciliária a que estava submetido e vai passar a cumprir detenção em estabelecimento prisional, informou a GNR.

O homem, de 28 anos, estava em prisão domiciliária sobre vigilância eletrónica indiciado pelo crime de violência doméstica.

“Na sequência de um pedido de apoio da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais para averiguar o funcionamento de uma pulseira eletrónica, aplicada no âmbito de um processo de violência doméstica, verificou-se que o seu portador a tinha cortado”, indica a GNR, em comunicado.

O homem foi depois levado a um juiz de instrução criminal que optou por aplicar ao arguido a medida de coação mais gravosa: prisão preventiva.