Altominho.tv

Ponte da Barca reinvindica redução da portagem na A3

Ponte da Barca reinvindica a redução da portagem na A3.

O Presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca, Augusto Marinho, reivindicou junto da Ministra da Coesão Territorial, Ana Maria Abrunhosa, a redução da portagem na A3 entre Braga e Valença, integrando a medida proposta no âmbito do programa de Valorização do Interior.

Para o edil barquense, a A3 apresenta-se hoje “como a principal via de ligação dos concelhos do Alto Minho à região e quem se encontra, ao país, assim se configura como a principal via de acesso à Galiza, sendo deveras importante para a promoção e divulgação das potencialidades de Ponte da Barca e do Alto Minho, estratégica para a localização industrial e empresarial, para o turismo e para a atração de investimento”.

“À semelhança de outras vias do interior do País onde está prevista a redução da portagem, o Alto Minho enquanto território do interior e de baixa densidade, não pode ser prejudicado, muito pelo contrário, pois existem mecanismos de financiamento em que a eventual redução do valor das portagens pode encontrar acolhimento como é o caso do Programa de Valorização do Interior, que substituiu o Programa Nacional para a Coesão Territorial”.

Aos olhos da Câmara Municipal de Ponte da Barca, “esta medida de boa vontade do Governo”, poderá garantir “uma maior competitividade e atratividade para as empresas, geradora de emprego e rendimento, bem como poderá garantir a fixação de pessoas”.