Altominho.tv

Escola Superior de Desporto e Lazer do IPVC retomou aulas presenciais na totalidade

A Escola Superior de Desporto e Lazer do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, situada em Melgaço, retomou as atividades presenciais na sua totalidade, após o período de confinamento. Ao longo de sete semanas, toda a academia voltou à normalidade, tendo as aulas decorrido conforme o estipulado, com o cumprimento de todas as normas de segurança devido à pandemia de Covid-19.

Segundo a instituição, os alunos dos Ctesp, da Licenciatura em Desporto e Lazer e dos Mestrados desenvolveram, desde dia 1 de junho, todas as atividades programadas nas unidades curriculares, sendo “a única intuição no país que assegurou toda a atividade letiva dentro da normalidade”.

“Garantindo que todas as medidas de segurança eram adotadas, a Escola Superior de Desporto e Lazer conseguiu concluir o ano letivo sem qualquer caso de Covid-19 e cumprindo o programa definido em cada unidade curricular”, referem em comunicado.

“Quando foi decretado o confinamento e ainda numa fase onde o nível de incerteza era enorme, começou a desenhar uma estratégia de cenários múltiplos, para que logo que possível pudesse cumprir a sua missão formativa. Assim, a 1 de junho a ESDL deu início à atividade formativa com aulas presenciais, de índole mais prático, pois a formação de caracter teórico foi sendo desenvolvida de uma forma sistemática e sustentada durante todo o confinamento”, explica a direção da escola.

“Ajustamentos aos horários, alteração de datas de exames nas suas várias épocas, e diminuição da carga de pessoas nas instalações, entre outros fatores” permitiram a retoma da atividade escolar.

Os estudantes tiveram ainda a oportunidade de desenvolver aulas e atividades ao ar livre. “Uma das grandes vantagens de estudar na ESDL-IPVC está relacionada com a liberdade: liberdade para sairmos da sala de aula e tirarmos partido do extraordinário envolvimento geográfico/paisagístico da instituição”, sublinha o diretor da Escola Superior de Desporto e Lazer do Politécnico de Viana do Castelo, Pedro Bezerra, citado na nota enviada à imprensa.

Para Pedro Mesquita, aluno do 2º ano da licenciatura de Desporto e Lazer e vice-presidente da Associação de Estudantes da ESDL, “o regresso às aulas presenciais pós-quarentena, que implicou uma grande planificação, sobretudo na implementação das medidas de segurança e higiene da Direção-Geral da Saúde na escola, no pavilhão do Centro de Estágios de Melgaço e também entre nós, alunos, professores e funcionários, foi positivo”.

“Senti-me sempre em segurança com a utilização de máscara, o cumprimento do distanciamento social por todos, a criação de circuitos na escola de forma a evitar a proximidade entre alunos, entre muitas outras medidas adotadas”, acrescenta.

Segundo o estudante, “a ESDL tudo fez para providenciar um retorno às aulas em segurança e com a qualidade que habituou a comunidade estudantil de Melgaço”. “Considerei este período de aulas fundamental para concluir o que foi um ano atípico”, concluiu.

De acordo com António Brandão, professor da ESDL-IPVC, “o espírito de colaboração existente em toda a comunidade académica” permitiu criar “soluções e, etapa a etapa, as metas foram atingidas, tanto como escola, como nas competências que os alunos adquiriram neste ano diferente”.