Altominho.tv
C.M.Monção

Monção comemorou o Dia Internacional dos Direitos Humanos

Monção comemorou o Dia Internacional dos Direitos Humanos, assinalando, ainda, o 71ª aniversário da proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) e o 41º aniversário da adesão de Portugal à Convenção Europeia dos Direitos Humanos.

Com o objetivo de sensibilizar a comunidade escolar para a importância da dimensão humana e cidadania ativa na construção de uma sociedade mais justa e equilibrada, realizou-se a palestra “A Declaração Universal dos Direitos Humanos – 71 Anos Depois”, no Cine Teatro João Verde.

Durante toda a manhã, decorreram conferências sobre o percurso e a importância dos direitos humanos nas comunidades locais, proferida pelo professor José Luís, bem como o papel das instituições sociais na concretização de uma sociedade igualitária para todos, proferida por Miguel Puga, do Centro Paroquial e Social de Barbeita, e Filipa Fernandes, da Santa Casa da Misericórdia de Monção.

Os alunos e professores leram alguns artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e as biografias de pessoas fantásticas que fizeram dos “direitos sem fronteiras ou raças” a principal missão das suas vidas. Nelson Mandela, Martin Luther King e Mahatma Gandhi, entre outros. E, no final, todos imaginaram e cantaram um mundo melhor inspirando-se no tema de John Lennon.

“Estamos a trabalhar em prol de uma educação gratuita”

Presente na palestra, a vereadora da Educação, Juventude e Recursos Humanos, Natália Rocha, felicitou os professores pela organização da conferência e congratulou-se com os trabalhos apresentados pelos alunos. “Mais que ouvir, trouxeram contributos. É um sinal muito positivo que revela interesse e dedicação ao tema” adiantou.

Lembrando que uma das missões dos municípios é incentivar a criação de sociedades empreendedoras, dinâmicas e justas, comprometidas com valores de solidariedade e igualdade, Natália Rocha focou-se nas medidas encetadas pelo executivo monçanense no capitulo da educação.

Assim, abordou a gratuitidade dos transportes escolares para todos, com reajustamento de horários para que os alunos saíam mais tarde e cheguem mais cedo a casa, e a oferta de fichas de atividades até ao 7º ano, que terá continuidade progressiva até ao 12º ano.

Além das obras efetuadas nos estabelecimentos de ensino, que garantem mais conforto, segurança e aprendizagem à comunidade educativa, referiu-se também à entrega de material pedagógico aos jardins de infância e 1º CEB e ao apoio dispensado aos alunos do ensino superior público, através de 15 bolsas de estudo.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.