Altominho.tv

Centenas de alunos vão plantar árvores em freguesias afetadas pelos incêndios

Cerca de 3.000 árvores autóctones vão ser plantadas, entre os dias 2 e 6 de dezembro, em quatro freguesias de Monção, numa ação de reflorestação que envolve 860 alunos e 96 professores e auxiliares do ensino público, privado e profissional.

Em comunicado, o município adiantou que a iniciativa pretende reflorestar os lugares “fustigados” pelos incêndios de outubro de 2017. Esta ação vai decorrer no Castro de São Caetano, em Longos Vales, Gandarela, em Troviscoso, Merim e Bairro Alto, em Barbeita, e Carvalhas e Portela de Alvite, em Merufe.

As “espécies arbóreas florestais a plantar são o carvalho alvarinho, o carvalho negral, o castanheiro, a cerejeira brava, a faia, o medronheiro, a nogueira, o sobreiro e o pinheiro bravo”.

A ação de reflorestação, integrada no projeto Eco-Escolas, tem início na segunda-feira com as crianças do pré-escolar, terminando na sexta-feira, com os alunos do primeiro e segundo ciclos do Colégio do Minho. Todos os alunos vão receber um diploma de participação.

A iniciativa vai realizar-se ao abrigo do projeto “Terra de Esperança”, cuja entidade promotora é a Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente (ANEFA), tendo como parceiros a Fundação GALP e a Câmara Municipal de Monção.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.