Altominho.tv

Campanha do Banco Alimentar Contra a Fome decorre no fim de semana em todo o país

Os Bancos Alimentares contra a Fome realizam no fim de semana mais uma Campanha de Recolha de Alimentos, com o objetivo de levar comida a quem mais precisa e que vai contar com mais de 400 mil voluntários.

Em comunicado, o Banco Alimentar adianta que os 400 mil voluntários vão estar mobilizados em cerca de duas mil lojas distribuídas por todo o país.

A campanha deste ano vai contar com a adesão de todos os clubes de futebol da Liga NOS e da Liga Pro, cujos jogos decorrem no fim de semana. “A Fundação Liga Portugal mobiliza, assim, os seus adeptos e jogadores, desafiando-os a apoiar esta iniciativa e a reforçar esta rede social real, em benefício de tantos portugueses carenciados”, é referido na nota.

Os bens alimentares não perecíveis doados pelas pessoas (leite, conservas, azeite, açúcar, farinha, massas, etc.) serão depois encaminhados para os armazéns dos 21 Bancos Alimentares em atividade e aí pesados, separados e acondicionados.

No final, e ainda com recurso ao voluntariado, o resultado é distribuído localmente a pessoas com carências alimentares, por intermédio de mais de 2.600 instituições de solidariedade social, previamente selecionadas e acompanhadas na sua atividade diária.

Na campanha, a população pode também contribuir através de vales de produtos, que estarão disponíveis até 8 de dezembro nas caixas dos supermercados. Cada vale tem um código de barras específico associado aos produtos que cada pessoa queira doar ao Banco Alimentar. O Banco Alimentar disponibiliza ainda o endereço de doação online.

No ano passado, os 21 Bancos Alimentares em atividade em Portugal distribuíram 24.262 toneladas de alimentos (com o valor estimado de 34 milhões de euros). Os alimentos foram entregues a cerca de 3380 mil pessoas com carências alimentares por intermédio de 2.400 instituições.

O Banco Alimentar iniciou a sua atividade em 1991, em Lisboa, tendo o modelo sido replicado por grupos de voluntários em 21 zonas de Portugal: Abrantes, Algarve, Aveiro, Beja, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Cova da Beira, Évora, Leiria-Fátima, Lisboa, Madeira, Oeste, Portalegre, Porto, S. Miguel, Santarém, Setúbal, Terceira, Viana do Castelo e Viseu.

O apoio alimentar é distribuído a pessoas com carências comprovadas em parceria com instituições de solidariedade, sob a forma de cabazes de produtos ou de refeições confecionadas.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.