Altominho.tv

Mais de 81 mil peregrinos passaram por Valença e Tui a caminho de Santiago

A eurocidade constituída por Valença, no Alto Minho, e Tui, na Galiza, registou, em 2018, mais de 81 mil peregrinos do Caminho de Santiago de Compostela, um aumento de 130% em relação a 2014, informou a câmara portuguesa.

Em comunicado, a autarquia de Valença sublinhou que, no ano passado, a eurocidade registou “um total de 81.652 peregrinos que passaram ou começaram a sua peregrinação nos municípios vizinhos”.

“Em 2014, eram 35.494 mil, um aumento exponencial de 130% de peregrinos oriundos de todos os cantos do mundo”, destacou, apontando os últimos dados, da Oficina do Peregrino da Junta de Galiza.

“A aposta na dinamização e promoção do Caminho Português para Santiago, interior e da costa, está a dar, cada vez mais, os seus frutos. Estes valores são o reflexo, também, dos investimentos promocionais realizados em Portugal e, no estrangeiro, pela Câmara de Valença em parceria com o município de Tui e a sociedade Xacobeo”, realçou a Câmara liderada pelo social-democrata Jorge Mendes.

O distrito de Viana do Castelo é atravessado por duas rotas seculares do Caminho Português de Santiago, na Galiza, uma pelo interior e outra junto à orla marítima.

Segundo o ‘site’ Alto Minho, a rota do interior faz-se por Ponte de Lima até Valença, num total de 38 quilómetros que integram a estrada real (Porto-Barcelos-Ponte de Lima-Valença), considerada a espinha dorsal dos caminhos portugueses de Santiago, onde confluem quase todos os demais percursos.

De acordo com os dados hoje divulgados pelo município, “em 2014 foram 34.715 peregrinos que fizeram o caminho português do interior, 14,59% do total dos que chegaram a Santiago de Compostela”.

“Em 2018, 67.816 fizeram este percurso, representando 20,72% do total dos que receberam a bula compostelana em Santiago de Compostela”, acrescentou.

A Câmara de Valença adiantou que, “em 2014, o caminho português da costa atraia 779 peregrinos, ou seja 0,334 do total de peregrinos que chegaram a Santiago e, no ano que findou, foram contabilizados 13.836, 4,23%”.

Valença integra a candidatura Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa, que reúne um total de dez municípios.

O projeto integra-se numa rede intermunicipal, coordenada tecnicamente pela Câmara de Viana do Castelo, e onde são parceiros os municípios do Porto, Matosinhos, Maia, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Esposende, Caminha, Vila Nova de Cerveira e Valença.

A “Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa” resulta de uma candidatura conjunta ao Norte 2020, de 1,6 milhões de euros, com o objetivo de valorizar e reconhecer oficialmente este Caminho como itinerário da peregrinação a Santiago.

Esta rede intermunicipal apresenta uma imagem de marca única e uma comunicação integrada que visa potenciar o valor intrínseco do Caminho Português da Costa.

Valença dispõe do primeiro albergue do peregrino do Alto Minho. Abriu em fevereiro de 2005, em Valença, na antiga casa dos magistrados, adquirida ao Ministério da Justiça pela Câmara local por 235.000 euros, expressamente para dotar o concelho de um espaço para acolher os peregrinos que por ali passam rumo a Santiago de Compostela.

O segundo albergue do distrito foi inaugurado em maio de 2006 em Rubiães, Paredes de Coura, tendo nascido na antiga escola primária daquela freguesia, que estava desativada há anos.

Em 2009 abriu o albergue de Ponte de Lima e, em 2012, o de Caminha.

Em novembro, Viana do Castelo inaugurou no Hospital Velho, que chegou a ser albergue de peregrinos, um centro interpretativo do percurso pela costa.

A transformação do imóvel do século XV, em pleno centro histórico da cidade, às novas funções representou um investimento de cerca de 250 mil euros.

Além da rota pelo interior, “o Caminho Português da Costa liga o Porto a outros concelhos costeiros do Litoral Norte, com a alternativa de ligação à Galiza ultrapassando o rio Minho em La Guardia (frente a Caminha), Goian (através de Vila Nova de Cerveira) ou mesmo a Tui (por Valença do Minho)”.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!