Altominho.tv

Monção quer investir mais de 680 mil euros para poupar na iluminação pública

A Câmara de Monção vai candidatar aos fundos do Norte 2020 um investimento de 686 mil euros para instalar 2.460 lâmpadas LED que permitam reduzir os custos com a iluminação pública do concelho, informou hoje a autarquia.

Em comunicado, o município liderado pelo social-democrata António Barbosa explicou que o projeto “terá uma comparticipação de 95% do montante total, sendo que, no futuro, com o novo sistema em funcionamento, o valor do investimento será reembolsável pelo município em prestações mensais, equivalentes a 70% da poupança gerada”.

O projeto elétrico já aprovado, por unanimidade, em reunião camarária prevê “a substituição de 2.460 luminárias incandescentes (lâmpadas de mercúrio e vapor sódio) por luminárias LED de 37 W (1780), 66 W (82), 99 W (385), globos (140), projetores (41) e projetores de pavimento (32)”.

“Além de proporcionar uma energia mais limpa, a tecnologia LED garante maior durabilidade das luminárias e menor consumo de eletricidade, com consequente poupança para os cofres da autarquia”, referiu o autarca António Barbosa.

A intervenção “decorrerá na zona urbana de Monção e nas freguesias de Riba de Mouro, Tangil, Longos Vales, Ceivães, Segude, Valadares, Barbeita, Troviscoso e Bela, contribuindo para que as lâmpadas incandescentes, com produção proibida na Europa desde setembro de 2012, possam ser substituídas por um sistema mais fiável e económico”.

Através de candidaturas anteriores, aquele município do distrito de Viana do Castelo conseguiu apoios de fundos comunitários para substituir “as lâmpadas incandescentes por luminárias LED nas principais entradas da vila, estruturas escolares, equipamentos desportivos e áreas habitacionais”.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!