Altominho.tv

Condenado a pena suspensa tesoureiro que desviou dinheiro da Santa Casa de Cerveira

O Tribunal de Viana do Castelo condenou o antigo tesoureiro da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira a uma pena suspensa de três anos de prisão por apropriar-se de 29 mil euros, informou a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

Na nota publicada no seu site, a PGD do Porto adiantou que a pena aplicada no dia 27 de abril, e sujeita a regime de prova, dá como provada a acusação do Ministério Público (MP), deduzida em maio de 2017.

“O Tribunal considerou provado, tal como constava da acusação do Ministério Público, que o arguido, membro da Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira, com as funções de tesoureiro, durante o ano de 2013, apropriou-se da quantia de 29.000 euros, pertencente à Santa Casa da Misericórdia, fazendo-o seu”, lê-se naquela nota.

Em maio de 2017, a PGD do Porto revelou que o MP deduziu acusação contra o ex-tesoureiro, pela prática de um crime de peculato. Na nota publicada acrescentava que o crime ocorreu durante o ano de 2013.

“O arguido, membro da Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira, com as funções de tesoureiro, apropriou-se da quantia de 29 mil euros pertencentes àquela instituição, dinheiro que usou em proveito próprio”, acrescentando que o homem, “já não exerce as referidas funções”.

O ex-tesoureiro aguardou julgamento em liberdade, sujeito a Termo de Identidade e Residência (TIR).

Redes Sociais

Mais de 40.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!