Altominho.tv
MUNICÍPIO DE MONÇÃO

Monção realizou operações de limpeza em 16 hectares de floresta em 2022

O município de Monção realizou operações de limpeza em cerca de 16 hectares de vegetação em terrenos florestais. Em 2022, foram anda requalificados cerca de 43 quilómetros de caminhos florestais que se encontravam “praticamente intransitáveis”.

Em comunicado enviado às redações, a autarquia adianta que a limpeza efetuada em perímetro florestal, em colaboração com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), visa a “criação de faixas de gestão de combustível, de forma a prevenir incêndios florestais”.

“Num concelho com uma mancha florestal significativa, como é o nosso, o trabalho de prevenção e vigilância do meio ambiente tem sido permanente, através da coordenação, planeamento e implementação das medidas mais adequadas e eficazes”, sustenta o município.

Com o mesmo objetivo, foram requalificados cerca de 43 quilómetros de caminhos florestais que se encontravam praticamente intransitáveis. Os trabalhos em estradões decorreram, maioritariamente, nas freguesias de Longos Vales, Merufe, Anhões, Luzio, Sago, Lordelo e Parada.

Estas intervenções realizadas ao longo do ano, segundo a autarquia, “foram acompanhadas por outras ações de prevenção e proteção ambiental, nomeadamente, reforço de equipas de sapadores florestais e presença de uma equipa permanente de bombeiros, em Riba de Mouro, no período de verão”.

A construção de reservatórios e pontos de água no Vale do Mouro e no Vale do Gadanha, cobrindo a área territorial do nosso concelho, bem como espaços específicos para a aterragem e descolagem de meios aéreos de combate a incêndios foram outras das intervenções.

As queimas e queimadas “foram previamente comunicadas e devidamente controladas e a eliminação de ninhos de vespa velutina conheceu um aumento significativo”. De acordo com a Câmara Municipal, as ações, destinadas a “prevenir incêndios e manter o equilíbrio do ecossistema natural”, vão continuar a decorrer em 2023.

Durante o último ano, as juntas de freguesia e associações locais, bem como a comunidade escolar, desempenharam um papel ativo na realização de ações de sensibilização ambiental e medidas de reflorestação e combate a incêndios em vários pontos do concelho.