Altominho.tv
DR

Padre condenado por acusar Junta de desviar esmolas

O pároco de Merufe, em Monção, foi condenado pelos crimes de difamação agravada, com publicidade e calúnia, noticiou hoje o Jornal de Notícias.

Em causa está uma publicação do padre Américo Alves no Facebook, em 2020, em que acusava o executivo da Junta de Freguesia de Merufe, presidida por Márcio Alves, de se apropriar das esmolas da igreja e de gastar o dinheiro em “luxuosas moradias”.

O padre foi foi condenado pelo Tribunal de Monção a pena de multa de 1.600 euros e ao pagamento de indemnização aos três visados – presidente da junta, secretário e tesoureiro.