Altominho.tv

Dois músicos do Alto Minho integram o maior espetáculo europeu de tributo aos Queen

João Português e Nuno Mokuna, dois músicos naturais do Alto Minho integram o maior espetáculo europeu de tributo aos Queen.

João Português, é baterista e percussionista e está no mundo da música há mais de 30 anos. Nasceu em Paris mas aos 11 anos mudou-se para Monção, a terra Natal dos pais, onde iniciou os seus estudos musicais na Banda Musical de Monção. Aos 19 anos rumou a Lisboa, atrás do sonho de ser músico profissional.

Trabalhou com diversos artistas conhecidos do panorama musical nacional, e atualmente é baterista de Marco Paulo e Chefe de Naipe do Naipe da Percussão na Banda Sinfónica da PSP.

O convite surgiu por parte da produtora do espetáculo para assumir a direção musical da Banda Queen “Under Pressure Band” e João mostra-se muito “entusiasmado” por voltar a pisar o palco dos Coliseus.

“Com este convite, senti que da parte da produtora havia um reconhecimento e confiança do trabalho que tenho feito com eles”.

“Eu encaro sempre como um desafio para aprender mais, evoluir e para me pôr à prova”.

Já Nuno Mokuna, guitarrista, natural e residente em Arcos de Valdevez, ingressou também no mundo da música há mais de 30 anos, e este convite foi uma “agradável surpresa”.

“Comecei a ir regularmente a Lisboa por intermédio do meu querido amigo Filipe Mendes (Phil Mendrix), um excelente guitarrista com quem tive o prazer de partilhar os palcos, e foi através dele que comecei a tocar na capital. Nessas minhas várias idas a Lisboa cruzei-me com o meu grande amigo Urbano Oliveira que tem sido como um pai para mim, e a ele devo o facto de estar neste grande projeto. Depois as coisas foram acontecendo, e o convite para integrar o espetáculo surgiu por parte da Yolanda Soares (responsável pelo projeto). O convite foi feito em 2019 mas devido à pandemia foi consecutivamente adiado. Mas parece que à terceira é de vez e irei finalmente pisar os palcos dos dois Coliseus”.

Nuno confessa que “É um misto de entusiasmo, com ansiedade e nervos porque vou tocar tudo `de ouvido´, não tenho pauta nem cábulas. O profissionalismo de todos os restantes músicos é de primeira linha”.

Quanto aos ensaios, “estão a correr muito bem, tem sido uma experiência fantástica”, assume Nuno Mokuna.

“Já fizemos muitos ensaios e foi uma agradável surpresa encontrar o Mokuna no projeto, um conterrâneo do Alto Minho”, afirma João Portugês.

A estreia do maior espetáculo europeu de tributo aos Queen tem lugar no domingo próximo domingo, dia 15 de maio, em Lisboa e dia 29 de maio no Porto.

O espetáculo “está preparado para ir a outros locais, basta haver convites”.